Chega propõe tetos máximos no preço dos combustíveis durante pandemia

0
178
foto canva
- Publicidade -

O deputado único do Chega entregou segunda-feira no Parlamento um projeto de lei para impor tetos máximos de preços de combustíveis enquanto se mantiverem as medidas restritivas de atividades para combater a pandemia.

“1,239 euros/litro para o gasóleo simples, 1,432 euros/litro para a gasolina simples e 0,692 euros/litro para o GPL (Gás Liquefeito de Petróleo)”, são os valores propostos pelo partido da extrema-direita parlamentar, num “regime excecional e temporário de preços máximos dos combustíveis líquidos, no contexto de restrições e limitações à atividade económica”, em virtude da epidemia de SARS-CoV-2, segundo o documento.

O presidente do Chega, André Ventura, defende a limitação de preços “enquanto se mantiverem em vigor as medidas excecionais e temporárias” de resposta à pandemia, “nomeadamente a obrigação de encerramento de estabelecimentos, limitações de circulação ou limitação de horários nas atividades comerciais ou industriais”.

- Publicidade -