CIP diz que já se perderam 110 mil postos de trabalho devido à pandemia

0
195
imagem de arquivo
- Publicidade -

A Confederação Empresarial de Portugal (CIP) avançou que a pandemia de covid-19 já provocou cerca de 110 mil despedimentos, defendendo que é importante garantir que as novas medidas lançadas pelo executivo surtem o efeito necessário.

“Sabemos hoje que já se perderam qualquer coisa como 110 mil postos de trabalho”, adiantou António Saraiva, na apresentação ‘online’ de um inquérito desenvolvido com o Marketing FutureCast Lab do ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa.

O também empresário notou que, se o Governo tivesse adotado as medidas apresentadas pela CIP no início da pandemia, teria sido possível evitar “algumas das falências e salvaguardar alguns desses postos de trabalho”.

Assim, a confederação exigiu que seja assegurado que as medidas, avançadas pelo Governo para mitigar o impacto da pandemia, vão cumprir o seu objetivo.

Para isso, defendeu ser necessário que estas não tenham “difíceis processos de candidatura e complexos formulários”.

Cerca de 83% das empresas consideram que os programas de apoio do Estado, para mitigar o impacto da pandemia, estão aquém do necessário, segundo o estudo da CIP.

“Na semana de 04 de dezembro, 83% das empresas considera que os programas de apoio estão aquém (ou muito aquém) do que necessitam”, lê-se na análise, desenvolvida com o Marketing FutureCast Lab do ISCTE.

A opinião dos empresários face aos apoios do executivo manteve-se “estável”, após o agravamento registado no mês anterior.

- Publicidade -