Comerciantes da baixa do Porto temem que restrições condenem o Natal

0
144
imagem canva

Os comerciantes da baixa do Porto reclamam mais apoios, afirmando temer que as restrições à circulação, devido à pandemia, condenem o Natal e, consequentemente, as perspetivas de sobrevivência do setor. Afirmam que o comércio da baixaegista quebras na ordem dos 50%.

Em 2019, nesta altura, já os comerciantes junto ao quarteirão do Mercado Bolhão, em obras desde maio de 2018, clamavam por apoios, notando que as quebras na faturação devido às obras de construção do túnel do Bolhão ascendiam aos 50%. Na altura, já reclamavam que só as poupanças permitiam fazer face aos custos fixos.

Um ano depois, de caras com a pandemia provocada pelo novo coronavírus, que a todos apanhou de surpresa, as dificuldades multiplicam-se e o desalento está instalado.