Dentistas ficam abertos no novo confinamento

0
100
imagem canva

Os consultórios médicos e de dentistas vão estar abertos durante o novo confinamento geral anunciado pelo primeiro-ministro, António Costa, devido ao agravamento da pandemia de covid-19, ao contrário do que ocorreu em março e abril de 2020.

A atividade dos consultórios e clínicas de medicina dentária foi suspensa – com exceção para situações urgentes – a partir de 15 de março pelo Governo na primeira vaga da pandemia, tendo sido retomada apenas em 04 de maio, no âmbito do plano de desconfinamento, e ainda de forma condicionada, com as consultas a serem marcadas previamente por telefone ou correio eletrónico e os utentes a usarem máscara antes de serem atendidos pelo médico.

Estes espaços juntam-se, assim, às farmácias, que puderam ficar abertas ao público durante o primeiro confinamento e que voltam a estar incluídas entre o lote de estabelecimentos que não são encerrados ao abrigo das medidas de contenção da pandemia ontem decididas em Conselho de Ministros.

No âmbito do novo confinamento geral, o Presidente da República decretou a modificação do estado de emergência em vigor, a partir de quinta-feira, e a sua renovação por mais quinze dias, até 30 de janeiro, para permitir medidas de contenção da covid-19. As medidas de confinamento anunciadas ontem pelo primeiro ministro entram em vigor às 00H00 de sexta-feira, dia 15 de janeiro.