Dois detidos em Gaia por violência doméstica mas só um ficou sujeito a pulseira eletrónica

0
124
imagem de arquivo

O Comando Territorial da GNR do Porto, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) do Porto, no dia 4, deteve dois homens, de 51 e 62 anos, por violência doméstica, em duas ações distintas, no concelho de Vila Nova de Gaia.

Na sequência de uma investigação por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o suspeito de 51 anos, habitual consumidor de bebidas alcoólicas, terá ameaçado e agredido física, verbal e sexualmente a vítima, sua mulher de 52 anos, durante cerca de 20 anos de casamento, chegando a recorrer a uma arma de fogo, motivos que levaram à sua detenção.

No segundo caso, os militares da Guarda detiveram um homem de 62 anos, habitual consumidor de bebidas alcoólicas, que durante 40 anos de casamento, terá agredido, injuriado e ameaçado de morte a vítima, sua mulher com 60 anos, sempre movido por ciúmes. Num dos episódios de agressões, a vítima teve de receber tratamentos médicos numa unidade hospitalar.

Os detidos foram presentes a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal do Porto, onde foram aplicadas a ambos as medidas de coação de afastamento das residências das vítimas, proibição de contactar as vítimas por qualquer meio, proibição de frequentar os locais frequentados pelas vítimas, sujeição a tratamento em instituição adequada à dependência do álcool e proibição de adquirir ou deter armas que possam possibilitar a prática do crime.

Ao detido de 62 anos foi ainda aplicada a medida de coação de fiscalização com recurso a pulseira eletrónica.

A ação contou com o reforço do Destacamento de Intervenção (DI) do Porto.