Gaia e Matosinhos poupam no Natal para ajudar comércio local

0
254
Árvore de Natal
imagem de arquivo

A câmara de Vila Nova de Gaia vai substituir as festas natalícias por entrega de ‘vouchers’ a gastar no comércio local e utilizar o que sobrar da verba alocada ao Natal para apoiar as instituições de solidariedade social.

“Não vamos ter praça de Natal, nem roda gigante, nem pista de gelo, mas precisamos de um sinal de esperança. Teremos um ‘camião parada’ a percorrer todas as escolas do concelho com o Pai Natal para dar prendinhas às crianças. Já cada funcionário do Município em vez de receber o tradicional cabaz de Natal terá um ‘voucher’ de 30 euros para utilização no comércio tradicional de Gaia”, revelou hoje o presidente da câmara de Gaia.

Também a Câmara de Matosinhos decidiu cancelar as iniciativas de Natal e Ano Novo que impliquem aglomerações de pessoas. O dinheiro será canalizado para o pequeno comércio, revelou hoje a presidente da autarquia.

Este ano, e devido à pandemia, Matosinhos decidiu poupar na animação da época natalícia, nomeadamente nas iniciativas que implicam a concentração de pessoas, tais como espetáculos, concertos, fogo de artifício e a “tradicional instalação de luz e som” frente aos paços do concelho, adiantou Luísa Salgueiro à Lusa.

A verba poupada, de 150 mil euros, será transferida para o Fundo de Emergência Municipal – Empresas e servirá para apoiar os pequenos estabelecimentos comerciais deste concelho.

A autarquia decidiu manter a iluminação das ruas, que já estão quase instaladas na totalidade, para “dar alguma luz e beleza” neste “período escuro” e estimular as compras no comércio local, sublinhou.

A par da iluminação, também a feira de artesanato vai realizar-se, mas em “novos moldes” e adaptada à atual pandemia, contou.