Gondomar debateu a Mobilidade no Grande Porto

0
196

Sob o tema “Mobilidade no Grande Porto: respostas conjuntas para um problema de todos”, o Município de Gondomar promoveu uma reflexão, em parceria com o JN, no dia 27 de novembro, no Auditório Municipal de Gondomar.

Na sessão de abertura participaram Inês Cardoso, diretora do Jornal de Notícias, e Marco Martins, presidente da Câmara Municipal de Gondomar. Inês Cardoso defendeu que as autarquias têm um papel de proximidade insubstituível e que, embora a “bazuca” europeia represente uma oportunidade para a região, é necessária uma visão estratégica comum para que esta não seja uma oportunidade perdida.

Na sua intervenção, o autarca Marco Martins relembrou grandes desafios do passado, tais como o impedimento da privatização da STCP, a criação do Andante e, mais recentemente, do Passe Único. Marco Martins revelou, ainda, que a Área Metropolitana do Porto (AMP) tem a maior taxa de movimento pendular da Península Ibérica, mas que não está alheia a desafios como a redução da utilização automóvel e a criação de novos meios de transporte, que permitam descarbonizar a região.

Para o futuro, o autarca lançou um conjunto de desafios, tais como: a expansão Metro do Porto, intervenções na VCI (com vista a superar o congestionamento e melhorar o tráfego de pesados), a potencialização da CREP, uma ponte entre Gaia e Gondomar e, ao nível da ferrovia, uma ligação ao centro do Porto e a colocação do serviço de passageiros na linha de Leixões.

Em suma, continuar a investir no uso de transporte público, em políticas metropolitanas que façam reduzir a assimetria na AMP e a inclusão de soluções nos territórios de baixa densidade foram algumas das ideias lançadas por Marco Martins.

A conferência prosseguiu com a intervenção de José Pedro Tavares, Professor na Faculdade de Engenharia e Investigador da UP, sobre o “Tráfego no Grande Porto”. De seguida, ocorreu a intervenção de José Rio Fernandes, Professor Catedrático na FLUP, subordinada ao tema “Mobilidade e Bem-estar na Cidade Multimunicipal”.

Seguiu-se o debate com Tiago Braga, presidente da Metro do Porto, Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Área Metropolitana do Porto, e Manuel Pina, CEO da Uber Portugal, com a moderação de Pedro Ivo Carvalho, diretor-adjunto do Jornal de Notícias.
“Cidades sem carros: Realidade ou Utopia?” deu tema à última intervenção da conferência, levada a cabo por Paula Teles, presidente do Instituto das Cidades.

Já a sessão de encerramento ficou a cargo de Eduardo Pinheiro, Secretário de Estado da Mobilidade.