Histórico provedor da Misericórdia de Vila do Conde deixa o cargo (Atualização)

0
147

Ao fim de 37 anos à frente da Santa Casa da Misericórdia de Vila do Conde, Arlindo Maia anunciou em julho passado que não pretendia renovar o cargo de provedor, adiantado desde logo que a saída não é um abandono total da instituição onde vai continuar a ser membro da Irmandade.

Arlindo Maia tomou posse pela primeira vez em 11 de janeiro de 1984, tinha então 53 anos. Entre as diversas estruturas criadas durante a sua vigência, estão lares para a terceira idade e grandes dependentes, estruturas de apoio a pessoas com deficiência e às crianças, uma cantina e alojamento de emergência, para além de valência médicas e de assistência a pessoas com carência económicas. Segue-se o filho de Arlindo Maia, Rui Azevedo Maia.

A mesa da Assembleia Geral é presidida por Delfim Maia da Silva e o Conselho Fiscal por António Costa e Silva.

A cerimónia de tomada de posse dos corpos sociais para o novo quadriénio, que estava agendada para o dia 15 foi cancelada hoje devido à “situação atual do Estado de Emergência”, de acordo com informação enviada esta tarde de segunda-feira pela isntituição.