Jerónimo de Sousa eleito líder do PCP pela quinta vez

0
161
imagem de arquivo

Jerónimo de Sousa foi eleito secretário-geral do PCP pela quinta vez, com um voto contra, pelo comité central reunido no XXI congresso nacional do partido, em Loures, foi hoje anunciado.

Na reunião do comité central, no sábado à noite, Jerónimo de Sousa entendeu “não votar na sua própria candidatura”, tendo sido eleito “por maioria, com um voto contra”, de acordo com uma informação distribuída aos delegados e aos jornalistas, no congresso, em Loures, distrito de Lisboa.

Esta é a primeira vez, em todas as eleições, que Jerónimo de Sousa recebe um voto contra do comité central.

Em 2004, foi eleito por maioria, com quatro abstenções, nas três reeleições (2008, 2012, 2016) teve apenas uma abstenção. Desta vez, registou-se um voto contra e uma abstenção, a do próprio Jerónimo.

Escolhido pela primeira vez em 2004, Jerónimo foi reeleito por quatro vezes para liderar os comunistas portugueses, sucedendo a Carlos Carvalhas, que esteve no cargo 12 anos, de 1992 a 2004.

Operário e deputado à Constituinte, em 1975, Jerónimo de Sousa, 73 anos, torna-se assim no segundo secretário-geral há mais tempo à frente do partido (16 anos), depois do líder histórico do PCP Álvaro Cunhal (31 anos).