Marcelo abraça novo mandato com previsão de estado de emergência por mais 2 meses

0
230
Marcelo Rebelo de Sousa_imagem de arquivo
- Publicidade -

No passado domingo, Marcelo Rebelo de Sousa foi reeleito Presidente da República com 60,76% dos votos. No seu primeiro ato público do segundo mandato, pouco mais de 24 horas depois da reeleição, o chefe de Estado surgiu ao lado do primeiro-ministro em “união total” – palavras do próprio – pelo combate à pandemia de Covid19.

De acordo com o Expresso, o plano é, até ao verão, o Presidente manter-se ao lado do Governo para gerir a situação frágil em que o país se encontra na sequência da crise pandémica.

A Marcelo cabe ir decretando o estado de emergência e, segundo avançou ao semanário, o Presidente não exclui ter que o prolongar até ao verão. Cabe-lhe ainda dar cobertura ao atual confinamento, apontando as previsões para mais dois meses.

Depois da reeleição, Marcelo Rebelo de Sousa abraça um segundo mandato. Neste primeiro ciclo, o Presidente quer manter-se atento aos apoios para a crise económica e social, ao cumprimento do processo de vacinação e ao plano para aplicar os fundos de Bruxelas.

- Publicidade -