Matosinhos inaugura primeira exposição do país com realidade aumentada

0
229
Câmara de Matosinhos_imagem cm-matosinhos.pt
- Publicidade -

A exposição “25 anos depois”, que inaugura no sábado, dia 10 de abril, em três espaços municipais de Matosinhos, é a primeira exposição de arte em Portugal que pode ser visitada com recurso à realidade aumentada.

O visitante vai poder instalar no seu telemóvel ou tablet uma aplicação multimédia, desenvolvida em exclusivo para a Câmara de Matosinhos, que permitirá ao visitante um novo olhar sobre uma seleção de obras de arte. Tirando partido das novas tecnologias, entre as quais a realidade virtual e a realidade aumentada, a coleção artística ganha novas dimensões e poderá chegar a novos públicos.
O visitante apenas terá que virar o ecrã para a obra e, instantaneamente, ela ganhará vida e sairá para fora dos limites da moldura, sempre acompanhada por informação áudio da obra e do artista.

“25 anos depois” propõe uma retrospetiva dos últimos vinte e cinco anos de aquisições de obras de arte nos quais a autarquia de Matosinhos tem investido para enriquecer o seu acervo artístico de carácter público, tornando-a uma das mais importantes coleções municipais a nível nacional.

A mostra, que inclui uma centena das cerca de 450 obras incorporadas desde 1995 (incluindo a escultura pública), desenvolve-se a partir do Museu da Quinta de Santiago, nas antigas cavalariças da ‘Quinta de Villa Franca’, antigo atelier da escultora Irene Vilar, ou ainda, do outro lado do rio Leça, a exposição estende-se à Galeria Municipal, onde a seleção recai nas obras de cariz mais contemporâneo e que surgem de doações dos artistas.

Paredes meias com este espaço expositivo, albergando o último núcleo artístico, a casa-mãe, o Edifício dos Paços do Concelho, o tema central em exibição são as memórias individuais e coletivas do concelho, as paisagens, costumes e as atividades económicas, através de obras dos artistas Augusto Gomes, António Carneiro, John Sargent, Júlio Resende, José Emídio, Rui Anahory, entre outros. A exposição estará patente até ao dia 6 de junho.

- Publicidade -