Polémica: Vacinados familiares do administrador do hospital de Riba de Ave

0
227
Hospital Narciso ferreira Famalicão_foto do site do Hospital
- Publicidade -

Cerca de uma dezena de pessoas terá recebido indevidamente a vacina para a covid-19 no Hospital Narciso Ferreira, em Riba de Ave, Famalicão, uma valência da Santa Casa de Misericórdia local.

Em causa, estão, entre outros, a mulher e a filha de Salazar Coimbra, o médico que é administrador do hospital mas que não exercerá funções clínicas. 

 A filha, médica noutra instituição, e a mulher, que também não é funcionária do hospital da Misericórdia, terão entrado na lista do plano nacional de vacinação como estando a trabalhar na linha da frente do combate à pandemia.

Também uma prima do administrador, rececionista, terá sido vacinada.

O JN noticia hoje que fonte do hospital garantiu que “foram usadas todas as doses remanescentes evitando que fossem para o lixo”, recusando identificar quem tomou essas doses.

O hospital Narciso Ferreira, através do seu enfermeiro-diretor, Raul Marques, defende que as suspeitas de fraude “são totalmente falsas e infundadas”, estando ao dispor para esclarecer as “listas de profissionais da instituição, os critérios aplicados na seleção dos profissionais de primeira linha e das doses remanescentes a quem foram aplicadas”.

- Publicidade -