Projeto vai apoiar 20 alunos universitários do Porto que ficaram sem bolsas

0
214
Fonte: Canva
- Publicidade -

Após identificados os 20 estudantes da Universidade do Porto que, uma vez excluídos da atribuição das bolsas de ação social, beneficiarão agora da atribuição de bolsas ao abrigo do projeto de intervenção social Stand4Good, a associação avança este mês com o seu programa de Mentoria.

Este programa envolve um total de 16 parceiros e 20 mentores que se associaram a esta causa e irão acompanhar o percurso universitário dos jovens, apoiando-os na aquisição de competências essenciais ao seu sucesso académico e profissional.

Para além da atribuição de bolsas universitárias aos primeiros 20 estudantes do grau de licenciatura ou mestrado da Universidade do Porto que, apesar de viverem em situação de carência económica, ultrapassam o limiar para a atribuição das bolsas de ação social por um excesso de capitação inferior a 500€/ano, a missão da Stand4Good vai mais além, pretendendo promover a otimização de recursos e competências dos seus bolseiros, o que permitirá minimizar as desigualdades que enfrentam e aumentar a equidade no acesso a oportunidades.

É por isso que este mês a Stand4Good, em parceria a ARGO Partners, avança com o Programa Mentor4Good.

Este programa de mentoria, que irá abranger os 20 jovens bolseiros, desenvolve-se em duas frentes: desenvolvimento de competências e mentoria personalizada.

Os 20 bolseiros da Universidade do Porto abrangidos pelo programa frequentam entre o 1º e o 5º ano dos respetivos cursos que abrangem licenciaturas e mestrados de áreas tão diversas como Economia, Farmácia, Arqueologia, Bioengenharia, Medicina, Ciências da Educação, Arquitetura, Biologia, Criminologia, Psicologia, Ciências da Nutrição e Sociologia.
 
A Stand4Good é um projeto de intervenção social criado em 2020, em plena pandemia. Tem como missão apoiar jovens universitários em situação de vulnerabilidade por via das circunstâncias de carência económica em que vivem.  

A Stand4Good tem atualmente em vigor um projeto-piloto, com duração de 2 anos letivos (2020/2022), no qual se propõe a garantir um acompanhamento de proximidade a 20 alunos bolseiros, bem como o desenvolvimento de um Programa de Mentoria, Estágios e Integração Profissional, com vista a promover a empregabilidade jovem e a quebra do ciclo de pobreza e exclusão social.

- Publicidade -