Segundo confinamento vai ser mais exigente do ponto de vista mental

0
131
imagem canva

O segundo confinamento, que começa amanhã, traz desafios acrescidos na questão da saúde mental dos cidadãos.

A coordenadora do Centro de Trauma da Universidade de Coimbra recorda que, em março e em abril, os portugueses ainda não tinham o retrato global da pandemia.

Agora, a psiquiatra Luísa Sales diz que as pessoas estão cansadas e esse cansaço pode trazer mais dificuldades.

A coordenadora do Centro de Trauma da Universidade de Coimbra, refere que este segundo confinamento vai ser mais exigente do que o primeiro do ponto de vista mental.