Turismo do Porto e Norte quer fazer do destino referência enogastronómica

0
134
Luis Pedro Martins_Porto e Norte

 
 
O Turismo do Porto e Norte de Portugal tem em marcha um ambicioso projeto de fazer do destino uma das principais referências na área do turismo enogastronómico à escala mundial.

A propósito do Dia Mundial do Enoturismo, que se assinalou a 8 de novembro, o presidente do Turismo do Porto e Norte, Luís Pedro Martins, revelou que “este produto estratégico está a ser estruturado em conjunto com o IVDP e com as três Comissões Vitivinícolas da Região. No início de 2021 as cinco instituições, que agora se unem, apresentarão ao país e ao mundo este ambicioso projeto, que se encontra em fase final de produção.

Acreditamos que este trabalho em conjunto será um passo decisivo para posicionar o destino num estado de maturidade que permita concorrer com congéneres europeus e mundiais que há muito exploram o enoturismo com sucesso, mas não possuem as infraestruturas, património cultural e histórico que todo o Norte de Portugal possui, assim como as suas gentes, marca bem distintiva de outras regiões”.

O “cluster” dos vinhos, que potencialmente conta com mais de 400 espaços de visita na região, é um dos principais atributos da oferta turística do destino, tendo-se verificado, nos últimos anos, um incremento do número de quintas produtoras de vinho que se dedicam também à hotelaria e à restauração, proporcionando experiências exclusivas à volta deste fascinante mundo.

“É um produto com enorme capacidade de atração, que facilmente conquista novos públicos, cria uma relação emocional e, bem explorado e dinamizado, alavanca outros produtos turísticos como a gastronomia, o turismo cultural, o turismo de natureza, o turismo náutico, de saúde e bem-estar, entre outros”, considera Luís Pedro Martins.

Exemplo disto são os Fins-de-Semana Gastronómicos, que terão em 2021 uma atualização do seu conceito no sentido de potenciar, ainda mais, a relação com os vinhos.

“Lembro que este projeto envolve a participação de mais de 80 municípios e de 1.500 empresas da restauração, alojamento turístico e experiências de enoturismo”, realça o Presidente do Turismo do Porto e Norte.