Turismo do Porto e Norte quer reconquistar mercado brasileiro

0
154
foto DR
- Publicidade -

 
O webinar realizado pelo Turismo do Porto e Norte, «A Hora do Brasil», procurou identificar tendências, fazer o diagnóstico do mercado e estabelecer estratégias para cativar um mercado com um universo de 212 milhões de habitantes, que se reveste de uma importância fulcral para a região.

Terceiro mercado emissor do destino no período pré-pandemia, o Brasil desempenha um papel fundamental para esbater a sazonalidade e aumentar a estada média, estando por isso os responsáveis do Turismo do Porto e Norte a criar produtos e a reforçar a comunicação junto daquele mercado.

“Já a pensar na retoma, criámos dois produtos em que depositamos grandes esperanças e que acreditamos que serão capazes de ir ao encontro das preferências dos brasileiros, como são os casos da grande rota de vinhos e enoturismo da região, e a marca ‘Termas do Porto e Norte’”, sustentou Luís Pedro Martins, presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal.

O responsável pelo turismo da região sublinhou ainda a necessidade “de apresentar estes produtos de uma forma integrada com outro tipo de conteúdos, porque o brasileiro não se prende muito tempo a um só tema, a uma só ocupação ou a um só lugar”.

Para que este mercado volte a visitar a região é essencial a retoma da operacionalidade da aviação e, neste particular, existe um ambiente de grande incerteza. “De uma forma geral, temos tido boas notícias com a retoma e até o reforço de algumas ligações, como são os casos da Turkish e da Ryanair. Temos esperança que, mal a situação pandémica estabilize, o mesmo suceda com a TAP e com as companhias brasileiras que voavam para o Porto”, reforça Luís Pedro Martins.

- Publicidade -