Valongo: Encerramento de espaço ilegal de festas com 23 pessoas

0
394
foto canva (arquivo)
- Publicidade -

 
O Comando Territorial da GNR do Porto, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Santo Tirso, encerrou ontem um espaço que promovia convívios e que estava a funcionar ilegalmente num edifício habitacional com 23 pessoas no seu interior na localidade de Alfena, no concelho de Valongo.

Na sequência de várias denúncias que davam conta da realização de convívios e festas naquele espaço, os militares da Guarda investigaram e apuraram que neste espaço funcionava ilegalmente um estabelecimento de bebidas e eram promovidas festas amplamente divulgadas nas redes sociais.

Esta investigação permitiu deter em flagrante dois homens de 60 e 62 anos, por promoção de eventos e festas incumprindo deste modo as normas e medidas vigentes para a contenção da pandemia Covid19.

Foram também elaborados 42 autos de contraordenação às pessoas presentes no local por incumprimento ao dever geral de recolhimento domiciliário e por não utilização de máscara.

No decorrer da ação policial foi ainda apreendido diverso material informático e sonoro, bem como um bastão.

Os detidos foram constituídos arguidos e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Valongo.

A ação policial contou com o reforço do Posto Territorial de Alfena e do Destacamento de Intervenção (DI) do Porto.

A GNR recorda, numa nota de imprensa, que, «de acordo com as medidas impostas pelo estado de emergência face à evolução da situação epidemiológica do país, encontram-se encerradas as instalações e estabelecimentos como discotecas, bares, salões de dança ou de festa».

- Publicidade -