Valongo: Inauguração do Centro de Hemodiálise no polo de Valongo

0
166
imagem SNS
- Publicidade -

Já foi inaugurado o Centro de Hemodiálise em Valongo que abrirá portas, dia 3 de maio. Instalada pelo Centro Hospitalar e Universitário de São João (CHUSJ), esta unidade tem capacidade para 140 utentes e estima-se que se realizem 70 tratamentos a doentes renais crónicos diariamente, de acordo com os responsáveis. Entrará em funcionamento na segunda-feira, com 24 postos e seis turnos de trabalho.

Resultante de um investimento de 900 mil euros, o Centro de Hemodiálise no polo de Valongo foi apresentado como um serviço de “vanguarda” e sobretudo, de proximidade, pois os doentes de Valongo não terão de se deslocar para outro concelho.

“A grande mais-valia tem a ver com critérios de proximidade. No concelho de Valongo não existe nenhuma unidade de diálise (nem pública, nem privada) para doentes de ambulatório. Esta unidade vem cumprir essa falta. Estamos a proporcionar aos doentes que façam o seu tratamento num local mais próximo da sua residência”, explicou o diretor do serviço de Nefrologia do CHUSJ, Manuel Pestana.

O Centro também prestará tratamento a residentes da Maia, Gondomar e Porto.

A unidade irá funcionar como uma extensão do Serviço de Nefrologia do CHUSJ, que conforme reconhecimento feito pela Direção-Geral da Saúde, é considerado um Centro de Elevada Diferenciação em Nefrologia desde 2008.

O diretor do Serviço de Nefrologia, destacou também, a relevância deste novo centro, na formação pós-graduada de internos de nefrologia, bem como o que o espaço pode significar para o ensino e investigação científica na área.

“Este não é um projeto acabado. Desejamos que venham a ser disponibilizadas e oferecidas aos doentes, num futuro próximo, também modalidades de hemodiálise noturna, de auto-diálise e, quem sabe, mais tarde, hemodiálise domiciliária”, declara Manuel Pestana.

O presidente do conselho de administração do CHUSJ, Fernando Araújo, e o presidente da Câmara de Valongo, José Manuel Ribeiro, também estiveram presentes na cerimónia de inauguração e recordaram que este novo Centro, ocupou o espaço do Serviço de Urgência (SU) do Hospital de Valongo que deixou de funcionar há sete anos, decisão que na época foi contestada e chegou a gerar iniciativas populares, como uma vigília noturna.

“Há sete anos havia aqui um SU básico e foi prometido ocupar o espaço com algo importante para a população. Este Centro de Hemodiálise é uma unidade de excelência”, disse Fernando Araújo.

Já José Manuel Ribeiro, admitiu que a instalação do Centro de Hemodiálise continua “contra a opção de fechar o SU de Valongo” contudo, “cumpriu-se o prometido com um serviço diferenciador para o território”.

- Publicidade -