Opinião – Joana Ascensão: Porque apoio Passos Coelho

0
145

Já há dois anos quando o nosso partido mostrava sinais claros de fragilidade política e de, falta de força, carisma e de liderança apoiei a candidatura do Dr. Passos Coelho pelo concelho da Maia. Na verdade, já nessa altura afigurava-se-me o único (de entre os ilustres companheiros e candidatos da altura oponentes à sua candidatura) capaz de figurar como o rosto de uma mudança de um novo pulsar.

Tal convicção da altura, sai-me ainda mais reforçada, quando passados dois anos o mesma candidato surge e emerge novamente apresentando-se munido de uma moção de estratégia bem planeada e estruturada.

Na verdade, não apresenta ideias vãs, ou um discurso efusivo feito de sond bits, ou de imagem planeada ao detalhe do movimento do olhar da plateia que o acompanha, bem pelo contrário, fala de um mapeamento estratégico com uma proposta pensada para Portugal e a sua postura surge natural, humilde e singela.

É verdade que a sua voz melodiosa e a sua estatura o ajudam na comunicação, pois ambos, permitem naturalmente um candidato fazer-se ouvir melhor e ver mais longe, mais nem por isso, lhe dariam mais vantagem se não existisse trabalho feito interno, pensado e de convicção.

Passos Coelho representa o ACREDITAR no novo rumo para o PSD fazendo respeitar a história do PSD (aliás ele próprio, é, e tem história e trabalho feito em militância na JSD, mais tarde no PSD tendo depois optado por se ter consagrado na vida profissional no sector privado empresarial).

É um Homem íntegro, independente no seu percurso profissional; com provas dadas de credibilidade profissional e cheio de vontade em pôr em prática o plano que vem traçando e defendendo e delineando ao pormenor com já dois anos de trabalho: com propostas para a política económica com base na diferenciação e não na baixa de preços; com propostas do alargamento da nossa política externa com países lusófonos; com propostas educacionais que têm por base a responsabilização colectiva; com propostas no sentido de tornar a Administração Pública mais horizontal na sua estrutura tornando-a mais ágil e credível pondo nomeadamente em prática as ideias da cultura para atingir resultados, e por fim e não menos importante o respeito, pelas Instituições do Estado e pela credibilização da Justiça.

São pois, muitas as razões que me levam a apoiar o Dr. Passos Coelho, sendo certo que, não é a forma que me leva apoiar o candidato, mas sim, o seu conteúdo misturada com a sua vontade em mudar com uma nova liderança, com respeito com o passado do nosso partido, que deverá estar sempre presente com o presente daquele que for o nosso líder, do presente, devendo todos estar de olhos postos, para o futuro!