Opinião: Paulo Brandão – O enxovalho, porque não apoio Paula Cristina.

0
194

O Partido Socialista sofreu nas últimas eleições autárquicas o maior enxovalho de todos os tempos.
Quando a nível nacional obteve o melhor resultado de sempre, na Maia foi o que se viu.
Paula Cristina fala em ‘mudança tranquila’. Isto é, trocando em miúdos, manter o partido nas mãos dos mesmos, daqueles que foram directamente responsáveis pelo desaire eleitoral e total ausência de credibilidade politica perante a sociedade civil.
Senão vejamos; Os candidatos à Câmara e Assembleia Municipal, respectivamente Mário Gouveia e Luís Rothes, são os principais apoiantes da ‘mudança tranquila’ de Paula Cristina, ela própria também candidata. Não esquecer que já foi da lista à Assembleia Municipal com o Dr. Manuel dos Santos (há 15 anos), sofrendo idêntica derrota.
Na altura das eleições tentaram acima de tudo acautelar os seus lugares, ‘vereação e assembleia municipal’, não se preocupando com as profundas divisões internas que provocaram, fomentando ódios, utilizando métodos menos sérios, num vale tudo que deu uma falsa e péssima imagem do que na verdade foi o PS Maia, que construíram ‘ou destruíram’ como novos protagonistas.
Tão grave, ou mais grave ainda foi a total ausência de projecto político, vontade, determinação, coragem, entrega na defesa dos ideais do socialismo democrático.
Assistimos à guerra dos lugares numa corrida desenfreada com objectivos unicamente pessoais, desprezando o passado e comprometendo o futuro do PS.
Não posso votar nessa candidatura responsável por estes resultados. Digo mais, votaria em qualquer outra candidatura alternativa à direcção actual.
Não posso votar em cadáveres políticos!
Vou sim, votar no Dr. Hélder Ribeiro. Uma candidatura de ruptura que não se conforma com o que se passou. Temos de tirar ilações e colher ensinamentos dos erros cometidos.
Voto num candidato politicamente sério, credível, capaz de mobilizar um novo PS rumo ao futuro e às vitórias eleitorais.

Paulo Brandão
Deputado da Assembleia de Freguesia de Moreira da Maia