Maia Atlético Clube quer mais pódios nacionais

O Maia Atlético Clube (MAC) quer apostar mais forte nesta época desportiva. E quando diz que quer apostar mais forte quer dizer que pretende arrecadar pódios nacionais. A meta foi traçada pelo presidente da colectividade, Rui Borges, na sexta-feira da semana passada, durante a apresentação da equipa para a nova época. “Sei que não é fácil mas com os atleta que temos, acho que vai ser possível”, garantiu.

E para ajudar a cumprir esses objectivos, para além dos atletas que já estavam no MAC, conta com três reforços de meio fundo e fundo mas também para o atletismo de pista. São eles, Pedro Ribeiro, Sérgio Silva e Filipe Crisóstomo. “São os reforços mais sonantes”, acrescentou José Regalo.

O ex-atleta, também ligado ao clube, referiu ainda como objectivos para este ano, a continuação de projecto que têm desenvolvido até aqui. No que toca à formação pretendem chegar aos 100 miúdos e querem também apostar no triatlo “com mais profissionalismo”.

Quanto às novas secções implementadas no MAC, José Regalo recordou que o BTT é um produto dos Jogos Inter-freguesias e que está mais vocacionado para a parte lúdica, contudo, realçou secção de duatlo e triatlo que, para um primeiro ano, “já nos orgulhamos do André Guimarães ter sido quarto no nacional no duatlo, campeão regional da zona Norte e vice-campeão de triatlo.

O MAC aproveitou ainda a apresentação pública da nova equipa para premiar aquela que considerou a atleta do ano do clube. A distinção foi precisamente para Sílvia Flórido.

Isabel Fernandes Moreira

Notícia desenvolvida na edição desta semana de Primeira Mão