,

Fórum 2018 continua a promover debates sobre Inclusão Social

Realizou-se no dia 23 de novembro, no Auditório da Escola Secundária do Castelo da Maia, o II Colóquio/Debate sobre Inclusão Social, numa organização do Fórum 2018: A Veracidade da Inclusão Social.

Desta vez com o tema “As Dificuldades com as Barreiras Impostas às Pessoas com Deficiência em Portugal”.

Numa sessão moderada por Carlos Magalhães, participaram como oradores convidados Domingos Costa (da Associação de Moradores do Castelo da Maia), Adelino Ribeiro (da empresa MPT – Mobilidade e Planeamento do Território), António Almeida (da Delegação Distrital do Porto da APD – Associação Portuguesa de Deficientes), Clarisse Monteiro (da Associação Cívica – Vamos Dignificar) e Lia Ferreira (ex-Provedora do Cidadão com Deficiência do município do Porto e vereadora na Câmara Municipal de Santa Maria da Feira).

A iniciativa contou com o apoio do movimento cívico “Maia Para Todos” e teve uma moldura humana composta por mais de cinquenta pessoas, entre as quais Carlos Teixeira, deputado municipal e ex-presidente da Junta de Freguesia da Maia, único autarca presente, e Carlos Frazão, em representação da vereadora Marta Peneda, do Pelouro da Juventude.

Foi ainda notória a ausência dos dirigentes políticos locais, o que de certo modo denota algum desinteresse por esta problemática por parte da comunidade política.

Às comunicações seguiu-se um curto período de debate, dado o adiantado da hora, em que alguns membros da plateia colocaram questões aos oradores convidados.

De referir que o Fórum 2018 é um movimento de cidadãos que pretende fomentar o debate sobre a Veracidade da Inclusão Social, em cujos fundadores se inclui o moderador previsto inicialmente para este debate, Paulo Viana, ele próprio deficiente motor. A sua ausência deveu-se a tratamentos médicos inadiáveis que iniciou recentemente em Inglaterra.