Abrir o apetite para um bom resultado

0
188

"Pelo menos é o que esperamos", disse o candidato CDS-PP à Câmara da Maia, quando PRIMEIRA MÃO perguntou ao candidato popular se o repasto que estava prestes a iniciar podia ser um aperitivo para um bom resultado nas urnas, no próximo dia 11 de Outubro. No passado sábado, houve casa cheia na Casa do Vítor, em Milheirós, no Jantar de apresentação da candidatura do CDS-PP à Maia. O espaço foi insuficiente para a comitiva que se deslocou à Casa do Vítor, muitos elementos do partido tiveram de jantar noutra sala próxima. Na sala principal esteve o candidato à Assembleia Municipal da Maia, David Tavares, o candidato pelo círculo do Porto do CDS-PP às legislativas, Ribeiro e Castro, o líder da comissão política distrital do partido, Álvaro Castelo Branco, e o candidato do CDS-PP à Câmara da Maia, Álvaro Braga Júnior.

 

E foi Álvaro Braga Júnior a explicar a iniciativa. Unir todas as candidaturas num só lugar. União que é já um dado adquirido, "já está conquistada porque a Maia exige-o", e "não era preciso realizar um jantar para unir todo o partido", confessou o candidato pelo CDS-PP à Câmara da Maia. Ainda assim, sublinhou o carácter "de convívio" do jantar, que serviu para "dar a conhecer alguns elementos da forte equipa que foi possível reunir para concorrer a um município que merece ter uma equipa forte".

Deixou ainda recados ao actual executivo. Para acabar com as “birras”, o CDS quer dar a mão à equipa liderada por Bragança Fernandes. "Podemos dar um enorme benefício na vereação, porque é claro que a Maia perdeu qualquer influência junto do poder central, e não são atitudes que mais parecem birras, como a que o presidente da Câmara da Maia tomou quando foi inaugurado o trânsito de passageiros na linha de Leixões. Estar ausente não é uma solução. Significa que nós podemos ajudar o PSD na próxima vereação para que estas situações não se repitam".

O PSD da Maia precisa de ajuda. Quem o diz é Álvaro Braga Júnior, embora tenha reconhecido, mais uma vez, que Bragança Fernandes já está reeleito, mas acredita que o CDS-PP pode ajudar o partido laranja num possível próximo mandato.