Assembleia municipal aprovou fundo de investimento para Praça Maior

0
139

A Assembleia Municipal da Maia aprovou ontem, já de madrugada, com os votos favoráveis da maioria PSD-CDS/PP e do PS, o relatório final das propostas para a constituição, gestão e exploração de um fundo especial de investimento imobiliário fechado, integralmente subscrito pelo município da Maia. O Bloco de Esquerda optou por se abster. O único deputado da CDU presente da reunião, Costa Pereira, votou contra.

Apesar de aprovar o fundo, o PS, pela voz de Marco Martins não poupou críticas à génese do projecto que aproveitou para apelidar de “monumento à incompetência”. E depois de recordar vários recuos e avanços na solução, deixou uma pergunta no ar: “Será que é desta?”.

Mas se o PS entende tratar-se de um monumento à “incompetência, o vice-presidente da autarquia maiata prefere chamar-lhe “monumento à ambição que existe na Maia”. E isto por “querer fazer coisas que os outros nem sonham fazer”. António da Silva Tiago anunciou também que espera que “seja desta” que o projecto arranca porque “a maia precisa desta solução, precisa de um espaço que hoje não temos, com animação, um espaço com vida no centro da cidade”.

Isabel Fernandes Moreira

Notícia desenvolvida na edição de amahã de Primeira Mão.