Bloco de Esquerda quer investigação a falência de empresa maiata

0
207

O Bloco de Esquerda quer uma investigação ao processo de falência da empresa CapePresso, da Maia, e já fez chegar um requerimento ao Ministério do Trabalho e à Autoridade para as Condições do Trabalho colocando a dúvida se a falência da empresa não terá sido fraudulenta ou irregular.

Em comunicado, o Bloco de Esquerda diz ter tomado conhecimento de que a empresa, que laborava no sector da comercialização de bebidas para escritórios, está a passar por um processo de falência duvidosa.

O partido político diz que o dono da empresa, que empregava 27 delegados comerciais, já tem uma outra empresa a laborar, exactamente no mesmo sector de mercado, e para a qual transferiu alguns activos da Capepresso. No entanto, os trabalhadores despedidos, por falência da empresa, e continuam com salários em atraso, subsídio de férias e de Natal por pagar, e sem receber indemnização.

Por isso, o Bloco de Esquerda quer uma investigação a este processo.

Primeira Mão / Rádio Lidador tentou obter uma reacção da administração da empresa em causa mas, até agora, sem sucesso.