Clube dos Pensadores celebra “êxito”

0
691

Foi com a casa cheia, e até pequena, que o Clube dos Pensadores festejou a 27 de Abril o quarto aniversário. O fundador, Joaquim Jorge, fala em quatro anos de “êxito”, já que “é habitual e recorrente” o salão do Gaia Hotel ser pequeno para os que querem assistir a estes debates. E já lá vão 42.

Desde que arrancou a iniciativa, recorda, o espaço “foi ‘encolhendo’ na razão inversa do interesse crescente que despertou”. Ao ponto de ser necessário abrir uma segunda sala, permitindo aos presentes assistirem aos debates através de um circuito fechado de televisão. Para se ajustar à elevada procura, o Clube dos Pensadores começou também a transmitir os encontros pela Internet, através do blogue http://clubedospensadores.blogspot.com/.

Mas o que tem contribuído para tamanho sucesso? Joaquim Jorge acredita que “o facto de ser uma experiência ímpar na sociedade portuguesa, um espaço único de debate aberto e livre pensamento, onde a informação é verdadeiramente ‘alternativa”, sem meias palavras ou encobrimentos”. Mesmo com a polémica e controvérsia que, habitualmente, marcam os debates, garante o fundados que sempre “com respeito por todas as ideias”.

Além dos formato e da forma como são analisados os temas, a receita do êxito faz-se com os convidados. Vêm de todos os quadrantes políticos e ideológicos, por considerar que os escolhe que “faz cada vez menos sentido definir as coisas em termos de ‘direita’ ou de ‘esquerda’”.

Deste último debate, o do quarto aniversário, o convidado especial foi o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, Luís Filipe Menezes. Mas também por lá passaram o deputado europeu Diogo Feio, o juiz António Monteiro, o reitor da Universidade Lusófona, Fernando dos Santos Neves, o professor universitário Paulo Morais, o ex-ministro Carlos Brito, o presidente do Leixões Sport Club, Carlos Oliveira, o internacional de futebol Folha (ex-FC Porto) e, no início, o presidente da Câmara de Matosinhos, Guilherme Pinto.

Marta Costa