Cultura para melhor cidadania

0
134

A candidatura do PSD à Maia dedica o dia de amanhã à educação. O programa dos candidatos inclui visitas à Escola EB 1 / JI do Paço (Águas Santas) (10h00) e às obras de construção da EB 1 Vermoim-Gueifães (10h30) e da EB 1 Maia Estação (11h00).

Hoje, a cultura foi a temática em destaque, com passagens pelo Museu de História e Etnologia da Terra da Maia e pela Biblioteca Municipal Doutor José Vieira de Carvalho, “dois importantes espaços da cultura Maia”, sublinhou o cabeça-de-lista à Câmara da Maia, Bragança Fernandes. Foi na entrada da biblioteca, no final da visita, que o responsável pelo pelouro da Cultura, Mário Nuno Neves, fez um diagnóstico “positivo” da cultura no concelho. Seja pelos espaços físicos disponíveis, seja pela política desenvolvida, assente na qualidade e na diversidade, os pilares que servem de base à definição das prioridades de investimento: a formação e a parte lúdica.

Na formação, vista como contributo “para uma melhor cidadania”, Mário Nuno Neves deu os exemplos do Conservatório de Música da Maia, oficinas da imagem e oficinas de teatro. Na vertente lúdica incluem-se eventos como o Festival Internacional de Teatro Cómico da Maia, que “é uma referência incontornável deste género de teatro em qualquer parte do Mundo”, as exposições de artes plásticas, a arte contemporânea, a Feira de Artesanato ou a exposição World Press Photo.

A descentralização da oferta cultural foi uma das apostas do actual executivo. A intenção é reforçar a tendência, com exposições itinerantes que decorram simultaneamente em todo o concelho, adiantou Mário Nuno Neves:

[audio:EXPOS_ITINERANTE.mp3]

A autarquia está já a elencar os espaços culturais disponíveis, nomeadamente em juntas de freguesia.

Mário Nuno Neves citou ainda o pólo de indústrias criativas que vai nascer no Tecmaia, no decorrer do próximo mandato. E a pensar no futuro, Bragança Fernandes falou da ampliação da biblioteca municipal para o edifício contíguo, em construção.

Marta Costa