Gondim vai apostar nas políticas sociais

0
152

Será um mandato para apostar nas políticas sociais, em Gondim. A garantia é do presidente da Junta de Freguesia local, Fernando Ferreira, por alturas da tomada de posse, que decorreu na sexta-feira da semana passada. O autarca foi reeleito a 11 de Outubro, pelo PS, com 53,82 por cento dos votos, elegendo cinco mandatos contra quatro eleitos pelo PSD.

A principal prioridade para a qual o novo executivo está a apontar será mesmo para as políticas sociais, nomeadamente de apoio à terceira idade e às famílias mais carenciadas. “Terá que ser por aí obrigatoriamente face ao actual panorama nacional de crise social e económica, por isso tem que ser uma das nossas prioridades, as questões sociais”, justifica o autarca.

A pensar nisso, Fernando Ferreira, adiantou que está a tentar negociar um protocolo com duas entidades da área da saúde para poder comparticipar financeiramente a aquisição de medicamentos “que são precisamente para os idosos e para as famílias carenciadas”. O edil de Gondim afirma que não conhece concretamente os números de necessitados de apoio, no entanto, adianta que “andará nas casa dos 15, 20 por cento, no que toca aos idosos”. Quanto às famílias carenciadas, “temos um bairro social onde estão muitas famílias que vivem com muitas dificuldades e uma das nossas obrigações também é estar atentos às dificuldades das famílias e poder contribuir, poder ajudar naquilo que for possível”, acrescenta.

Para já, a Junta de Freguesia de Gondim está a estudar, em conjunto com as duas entidades, que por enquanto o autarca prefere não dizer quem são, os contornos do protocolo que deverá ser assinado no final deste ano ou no início de 2010.

Para além disso, Fernando Ferreira volta a colocar a tónica na necessidade de um centro para idosos, bem como no novo edifício da Junta que permitiria também a instalação de uma série de novos serviços. “É, de facto, uma prioridade também”. Adianta que tem vindo a conversar com o presidente da Câmara Municipal da Maia, Bragança Fernandes, para que a edilidade maiata “tenha um papel preponderante na decisão de ser feito e na comparticipação, a exemplo do que é feito em outras freguesias da Maia”.

Fernando Ferreira reforçou o resultado obtido há quatros anos, o que o deixou “muito” satisfeito. “Foi um sinal claro de que os gondinenses estão gratos e sabem reconhecer o trabalho que é feito em prol da freguesia com muito sacrifício”.

Isabel Fernandes Moreira

Presidente Fernando Ferreira

Secretário Cláudia Adrião

Tesoureiro Lucília Pinto Moutinho

Mesa Luís Rothes

1º secretário Rui Manuel Lopes

2º secretário Juliana Salgado