Hélder Ribeiro quer “refundar o PS Maia” (vídeo)

0
186

Hélder Ribeiro

É a segunda candidatura à liderança da concelhia do PS-Maia. Encabeçada por Hélder Ribeiro, que se mostrou “pouco de formalismos e pouco de palavras” durante a apresentação, no Fórum Dr. Mário Cal Brandão, ao Chantre, na Maia. Na noite de segunda-feira estiveram presentes vários militantes do PS Maia, alguns deles bem conhecidos da vida política maiata. Na mesa também marcaram presença o deputado da Assembleia da República, Fernando Jesus, e o líder da distrital socialista do Porto, Renato Sampaio.

A corrida para as eleições no PS Maia está aberta. Nas mãos de Hélder Ribeiro está agora a tarefa de recuperar da “maior derrota de todos os tempos” do PS maiato, em contraste “com os bons resultados nacionais do partido”. Para isso, Hélder Ribeiro quer “começar de novo”, e deixa de lado “mudanças tranquilas”, numa clara alusão ao slogan escolhido pela candidatura adversária de Paula Cristina Duarte. “É preciso um começo novo, é preciso refundar o PS na Maia”, defende Hélder Ribeiro.

“O ground-zero do PS na Maia”

O novo PS que o candidato quer construir pretende combater o actual, que diz ser “fértil em oportunismo, egos e baixa política”. E vai mais longe: diz que o PS actual é um “autêntico vale tudo, é o ‘ground zero’ do PS na Maia”. Agora, há que “perceber o que aconteceu e como remediar” o actual estado dos socialistas maiatos. Hélder Ribeiro aposta num PS “coeso e unido, novo e equilibrado”, e sublinha a importância da proximidade com os militantes. O candidato também não esquece o passado, e considera importante haver consciência “da herança do passado no concelho” e salienta também ser fulcral ter “um partido aberto, participativo, ligado à sociedade civil” e que “não se conforme”. Finaliza a dizer que não promete “milagres, mas sim muito trabalho”.

O actual executivo camarário também foi visado durante a apresentação da candidatura de Hélder Ribeiro. O candidato não esqueceu as “obras falhadas” do concelho, que fez questão de enumerar: o Parque Maior, as ‘piscinas olímpicas’, o Hospital do Lidador, entre outras. “Flops da Câmara Municipal da Maia” que Hélder Ribeiro quer combater com uma “visão mais clara e com um sentido de norte para a política local”.

A acompanhar Hélder Ribeiro na apresentação da candidatura esteve também o líder da distrital Porto socialista, Renato Sampaio. Começou por lembrar Mário Cal Brandão, que dá nome ao espaço onde foi apresentada a candidatura. Mário Cal Brandão faria 100 anos a semana passada, e Renato Sampaio associou o nome de um dos fundadores do PS ao nascimento da República, também a comemorar o centenário. Renato Sampaio mostrou satisfação por estar na Maia e por apoiar Hélder Ribeiro e apresentou razões. A palavra-chave é “solidariedade”, o “valor fundamental” que o líder distrital defende para “explicar” a presença na Maia. Renato Sampaio entende que a candidatura encabeçada por Hélder Ribeiro é um “projecto político credível para a Maia”. “Olhos nos olhos”, dirige-se a Hélder Ribeiro e pede-lhe para que “não desiludisse os que o apoiam”.

As próximas eleições autárquicas são daqui a sensivelmente quatro anos. Renato Sampaio recorda que “a Maia é um concelho socialista” e “não é um caso perdido”. Garante que é preciso que “os maiatos acreditem e confiem no PS”. Lembra também que a “política não é exercer o poder com arrogância” e acredita que “o PS já merecia” a mudança proposta por Hélder Ribeiro, sublinhando que o PS é capaz de “governar melhor”, com “solidariedade e seriedade”.

O deputado Fernando Jesus diz que “vale a pena vir à Maia” para rever “bons amigos” que, garante, podem fazer ressurgir o primeiro mandato liderado por Jorge Catarino, corria o ano de 1976. Esta foi a única altura em que a Câmara da Maia conheceu cores socialistas, antes da chegada de Vieira de Carvalho ao poder. “A Maia não experimenta um governo socialista desde essa altura”, e “a vitória já tarda a chegar e é necessária”, defende Fernando Jesus.
Para combater aquilo que entende ser “um falhanço em toda a linha” do actual PS maiato, a candidatura de Hélder Ribeiro garante que já começou a trabalhar para as eleições internas de 17 de Abril. O pontapé de saída está dado.

Pedro Povoas