I Roteiro dos Presidentes teve lugar na freguesia de Moreira

0
236
- Publicidade -

O presidente da Câmara Municipal da Maia (CMM), António Silva Tiago, iniciou um périplo pelas freguesias, no âmbito de uma política de proximidade, uma “nova forma de governar e de relacionamento com o espaço físico e com as pessoas das 10 freguesias do concelho”, como referiu o autarca ao Primeira Mão, durante a primeira visita realizada à freguesia de Moreira.

No dia 18 de maio, após o convite do presidente da Junta de Freguesia de Moreira, Carlos Moreira, a presidência da Câmara da Maia deslocou-se para Moreira, a começar pelo pequeno-almoço, na confeitaria São Marcos.

A realização deste “I Roteiro dos Presidentes” teve por objetivo, na perspetiva de Carlos Moreira, autarca anfitrião, “ser um estímulo para a promoção do diálogo estruturado, assente numa cidadania ativa e consciente, entre a Junta de Freguesia de Moreira, a Câmara Municipal da Maia e as demais forças vivas da comunidade maiata e moreirense”.

A elaboração deste roteiro incluiu visitas que, diz Carlos Moreira, “consubstanciaram uma súmula demonstrativa de algumas realidades que carecem de respostas e melhorias, mas, também, são demonstrativas da diversidade de respostas que a comunidade moreirense foi capaz de criar e de oferecer a toda a população”.

António Silva Tiago reforçou à nossa reportagem que já conhecia muito bem a freguesia de Moreira, no entanto, não deixa de sublinhar a importância desta “lógica de proximidade, também uma lógica muito amigável de me relacionar com os 10 executivos das Juntas de Freguesia que compõem o concelho da Maia”.

Antiga escola da Feira em Pedras Rubras é inaugurada dia 22 de junho

A primeira visita e uma das obras em destaque foi a antiga Escola da Feira, em Pedras Rubras, cuja requalificação está quase pronta. “Está muito bonita”, afirmou Silva Tiago, que explicou que a obra será inaugurada no dia 22 de junho, dia da Nossa Senhora Mãe dos Homens, em conjunto com uma associação de antigos alunos, que “se constituiu propositadamente” para apoiar esta inauguração.

Ainda em Pedras Rubras, a comitiva, que foi sendo engrossada com alguns dos vereadores com pelouros na CMM, como Ana Miguel Vieira de Carvalho, Paulo Ramalho e Marta Peneda, visitou a Feira local, espaço que será em breve requalificado.

O presidente da CMM destacou ainda dos projetos em avanço, a nova sede da Banda de Música de Moreira, a remodelação da Escola EB 2,3 Dr. Vieira de Carvalho, que “vão avançar dentro de poucas semanas”.

Durante a manhã, a comitiva do roteiro dos presidentes visitou também o Clube Académico de Pedras Rubras e o Grupo Regional de Moreira da Maia. Silva Tiago referiu que “será também desenvolvido um projeto para os instalar o mais depressa possível num espaço melhorado”.

Ao longo da sexta-feira foram ainda analisados problemas com o sistema viário e a necessidade de instalar um equipamento voltado para o apoio à terceira idade, como explicou o presidente da autarquia, “vamos procurar o posicionamento para uma estrutura desse tipo, em parceria com uma IPSS”.
Silva Tiago adiantou ainda que está já definido que se irá fazer “um parque infantil, na urbanização das Guardeiras, ao pé da sede da Banda de Moreira”.

Fator de confiança

Quanto à iniciativa que agora teve início, de ir trabalhar literalmente “no terreno”, Silva Tiago frisou que “quer eu quer o executivo temos a obrigação de os visitar. Agora que nos libertamos do primeiro momento de instalação e do trabalho de arrumar a casa, vamos fazer esta caminhada nas freguesias, auscultar os presidentes de Junta e executivo, vamos falar com as pessoas e transmitir todo este pulsar à comunicação social. Acho que é fundamental as pessoas serem devidamente esclarecidas na verdade e transparência, numa boa forma de informar que compete à comunicação social. Estou muito feliz por ter a disponibilidade enquanto presidente da CMM de poder fazer este caminho”.

Em jeito de conclusão, o presidente do município revelou que o “acolhimento das pessoas foi excelente, dão-nos os parabéns por andarmos a visitar a freguesia, as pessoas sentem-se protegidas e acompanhadas, pelo que esta interação permite um fator de confiança muito positivo”.

Angélica Santos

- Publicidade -