João Semedo passou pela Feira de Artesanato da Maia

0
173

O deputado parlamentar do Bloco de Esquerda, João Semedo, esteve no passado sábado na Feira de Artesanato da Maia. Acompanhado de vários membros da concelhia da Maia, o deputado aproveitou a ocasião para distribuir o novo jornal do BE e para dar a conhecer as suas propostas para ultrapassar a crise.
Para os bloquistas, “a factura da crise não pode cair nos ombros daqueles que são já os mais pobres, os mais desfavorecidos, daqueles que já perderam o emprego, o poder de compra e que vivem com imensas dificuldades”.

São sete as medidas propostas pelo partido, que têm em vista a redução do nível de endividamento das famílias, o fim da especulação na banca, e a definição de políticas de investimento público que promovam a criação de emprego.
O Bloco de Esquerda defende ainda “o aumento das pensões”, de forma a reduzir a pobreza no país e aumentar o poder de compra. Propõe ainda, “a revogação dos cortes sociais sugeridos pelo PS e PSD e defende que sejam as fortunas, os bancos e o dinheiro dos offshores a pagar a crise e a contribuir para a redução do défice”.

O BE considera que as medidas anunciadas pelo Governo, com o acordo do PSD, “apenas acrescentarão mais crise à crise, pois são medidas recessivas, que diminuem o poder de compra”. Dão como “exemplo do estado do país”, o concelho da Maia. “Só no primeiro semestre deste ano já se registaram mais 50 insolvências no concelho, piorando a crise social que é bem caracterizada pelos 8573 desempregados registados em Maio de 2010, um aumento de mais de 10 por cento em relação a Maio de 2009”.

FA