José Eduardo Azevedo é hoje eleito presidente do CDS/PP Maia

0
122

Os militantes do CDS-PP vão hoje às urnas para eleger a nova Comissão Política Concelhia da Maia do partido. As eleições decorrem entre as 20h00 e as 22h00. José Eduardo Azevedo está, à partida, eleito uma vez que encabeça a única lista concorrente e vai cumprir um mandato de dois anos. Um período que vai servir para reestruturar o partido.

O que o levou a candidatar-se à concelhia foi o facto de depois de falar com alguns dos seus colegas de partido, que estiveram à frente da concelhia nos últimos anos, ter percebido que “efectivamente” era preciso alguma mudança. “Era preciso alguém que tomasse agora o leme do partido nestes anos que para muita gente não são muito interessantes mas que são anos muito úteis no que toca à organização do partido e a sua implementação em anos em que não existem eleições”, afirma.

E será pela organização interna do partido que José Eduardo Azevedo pretende começar o seu mandato. Um mandato que pretende desenvolver em duas fases. A primeira será precisamente “a reorganização internamente”. “Conseguir integrar pessoas novas que entraram no partido, pessoas que entram agora comigo”, sublinha.

Depois, numa segunda fase pretende abrir o partido ao exterior, procurando na sociedade civil e mesmo na sociedade política a intervenção na vida política maiata e mesmo nacional. “Essencialmente será através do debate de ideias, tentando encontrar soluções, propondo alternativas para os problemas que nos dias de hoje nos preocupam a todos, trazendo toda essa sociedade civil para os discutir”, explica.

O militante do Partido Popular reconhece que se vivem tempos complicados e nota que há vontade das pessoas “de discutir, de expor os seus pontos de vista e até mesmo de tentar apresentar algumas soluções a quem de direito para ver se as coisas efectivamente melhoram”, acrescenta o candidato. Em suma, afirma José Eduardo Azevedo que o objectivo passa por trazer uma nova vida ao CDS-PP.

Quanto ao último mandato da concelhia liderada por David Tavares, diz que prefere não tecer comentários porque esteve afastado da política activa , em termos concelhios, cerca de seis anos “A verdade é que fui inúmeras vezes convidado para participar em actividades, em algumas participei, outras por falta de oportunidade ou por não me rever nos assuntos que estavam a ser discutidos, acabei por não participar, por isso, tenho algumas dificuldades em fazer uma avaliação”, justifica. No entanto, e conhecendo as pessoas considera que elas fizeram “tudo o que estava ao seu alcance” para conseguir levar o partido a bom porto e levar novas ideias para a política.

Recorde-se que a derrota arrecada pelo PP, no passado dia 11 de Outubro, David Tavares, apresentou a demissão da presidência da Comissão Política Concelhia do partido. José Eduardo Azevedo prefere dizer que foi uma vitória “esmagadora” conseguida por Bragança Fernandes.

José Eduardo Azevedo terá como vice-presidente, Manuel António Sandiares e como secretário Paula Cristina Araújo. Segundo o cabeça-de-lista, a comissão política terá alguma renovação, “pelo menos dois ou três militantes que são novos no partido”, mas mantém algumas caras já conhecidas, uma delas tinha feito parte da lista apresentada por José Eduardo Azevedo, quando se candidatou contra David Tavares. “Julgo que é uma equipa homogénea, de grande qualidade, pelo menos no que toca aos seus intervenientes”.

Para a mesa da Assembleia Concelhia também foi apresentada uma lista única, liderada por David Tavares, que terá como vice-presidente, José Filipe Soares e como secretário, Bruno Meira.

Hoje, os militantes maiatos são chamados a eleger não só a nova Comissão Política, e a nova Mesa do Plenário Concelhio, mas também quatro delegados à Assembleia Distrital do Porto do CDS-PP.

Isabel Fernandes Moreira