JP da Maia nos órgãos nacionais

0
152

O presidente da Comissão Política Concelhia da Maia da Juventude Popular (JP), Eric Rodrigues, foi eleito como primeiro vogal da nova Comissão Política Nacional, no XVII Congresso Nacional, que decorreu no passado fim-de-semana, em Guimarães.

Os mais de 300 congressistas, 18 dos quais da Maia, escolheram Michael Seufert como novo líder nacional. A Mesa do congresso nacional é agora presidida pelo anterior presidente nacional, Pedro Moutinho, sendo que a Mesa do Conselho Nacional fica agora a cargo de Beatriz Soares Carneiro.

A Maia foi das concelhias mais representativas, “tendo por isso recebido inúmeros elogios enquanto sinónimo de participação e interesse na vida da JP”, afirma a estrutura em comunicado.

Com esta eleição, diz a estrutura concelhia em comunicado, a Maia fica assim “com uma voz fortíssima na actividade futura da JP”. Mas a Maia viu também dois dos seus militantes serem eleitos conselheiros nacionais. São eles Nuno Silva e Manuel Oliveira. Para o Gabinete de Estudos Gonçalo Begonha foi eleito como vice-coordenador um outro maiato, Tiago Loureiro. Já Luís Santinhos Ribeiro, O vogal da concelhia da JP da Maia, Luís Santinhos Ribeiro, foi eleito como segundo secretário da Mesa do Congresso Nacional.

O mesmo comunicado afirma ainda que por várias vezes a JP da Maia “foi agraciada e referenciada nas mais diversas intervenções dos congressistas como um exemplo a seguir em termos de organização, empenho e crescimento de militantes”.

“Este congresso nacional será certamente uma página de ouro na história da JP da Maia já que no seu último congresso”, afirma. Destaque ainda para a despedida, por limite de idade de José Filipe Soares, que foi, por aclamação, distinguido Militante Honorário da Juventude Popular, entrando assim “para uma exclusiva lista de históricos da JP que contribuíram enormemente, ao longo da sua militância, para elevar o nome da Juventude Popular junto dos jovens portugueses”.

A estrutura afirma ainda na mesma nota de imprensa, que o XVII Congresso Nacional da JP ficará “para sempre” na memória dos militantes da JP da Maia como aquele em que fizeram “história”. “Com a certeza de que somos uma referência e que agora as responsabilidades duplicaram, reafirmamos que a nossa irreverência, perspicácia e vontade de crescer são ainda mais fortes”. “Orgulhamo-nos de dizer que somos os melhores, que somos da Maia”, conclui a estrutura em comunicado.

Isabel Fernandes Moreira