JSD da Maia tem um novo líder

0
183

Dionísio Mendonça é o novo presidente da Comissão Política da JSD da Maia. Foi eleito a 5 do Dezembro com 34 votos, aliás, o número total de votantes neste escrutínio, num universo de 292 militantes que podiam exercer o direito de voto. As eleições decorreram entre as 10h00 e as 13h00 do passado sábado, não se tendo registado qualquer voto nulo ou em branco. Para a Mesa do Plenário da JSD da Maia foi eleito presidente o jovem militante laranja Tiago Santos Silva.

Com o lema “Juventude Positiva”, a nova Comissão Política da JSD da Maia pretende dar a entender que “só com uma juventude positiva será possível fazermos alguma coisa, porque os optimistas identificam sempre as oportunidades nos perigos”. Não havendo nos próximos tempos actos eleitorais para onde direccionar as atenções, a acção da estrutura neste mandato terá três pilares: o envolvimento dos jovens, a formação política e o crescimento da estrutura.

O primeiro desses pilares, explica Dionísio Mendonça, visa apelar aos jovens para se envolverem na política, mas sempre “de uma forma positiva”. Segue-se a aposta na formação política, na sequência do sucesso nas acções desenvolvidas para os jovens que integraram as listas às últimas eleições autárquicas. Neste caso, o objectivo passa por ajudar estes jovens “a perceberem o funcionamento dos órgãos, sobretudo os órgãos autárquicos, que são os que estão mais próximos das populações”. Estes dois pilares estão estritamente ligados ao terceiro – aumentar a estrutura da JSD com a entrada de novos militantes – definida como a “forte” aposta da recém-eleita Comissão Política da JSD da Maia. A concretização deste terceiro pilar deverá passar pela reactivação dos núcleos da JSD, em tempos a funcionar no concelho:

[audio:Dionisio_JSD.mp3]

Dionísio Mendonça tornou-se militante social-democrata em 2002, por se identificar com os ideais do partido. Assumindo-se como “uma pessoa liberal, em termos de mercado e em termos de ideologia”, encontrou essas referências nos princípios do PSD. Sem nunca fazer parte de anteriores comissões políticas, Dionísio Mendonça trabalhou de perto com a última, presidida por Paulo Resende, com quem colaborou sentindo-se “muito envolvido em todas as actividade desenvolvidas”. Daí resultou um apoio inequívoco à sua candidatura às eleições do passado dia 5, encabeçando a única lista a sufrágio.

Porque a época que se atravessa é festiva, a tomada de posse da nova Comissão Política da JSD da Maia só deverá ser agendada para depois dos Reis, em Janeiro de 2010.

Marta Costa