JSD lançou primeira edição de ‘Maia Talks’

0
451
Luís de Matos e Mónica Assunção

A Juventude Social Democrata (JSD) da Maia organizou, no passado dia 5, no Fórum Jovem da Maia, a 1ª edição do Maia Talks.

Este evento, inspirado nas famosas TED Talks, pretende criar um momento de reflexão e partilha de ideias, geralmente em forma de palestras curtas e intensas, tendo por base o desenvolvimento pessoal e as vivências de cada um.

Segundo o presidente da JSD Maia, Bruno Bessa, “esta ideia surgiu durante uma reunião, onde um grupo de jovens refletia sobre o crescente afastamento dos jovens da política e, consequentemente, à participação cívica. E aí começamos a lançar questões para cima da mesa: Será que a nossa geração – a que tem a vida mais estagnada – está tão desiludida que deixou de acreditar ser possível um futuro melhor? Haverá falta de tempo e espaço para o debate na sociedade? Ou terão os jovens encontrado outras formas de participar na construção de uma sociedade mais próspera?”

Após colocar estas questões, Bessa refere que chegaram à conclusão “que existia um pouco” de todas estas problemáticas envolvidas e, por isso, “decidimos reunir todos e mostrar que o futuro existe e não está muito longe.”

A 1ª Edição do Maia Talks contou com a participação de Mónica Assunção, maiata, enfermeira de Urgência em Londres e com larga experiência em missões humanitárias (Senegal, Serra Leoa, Bangladesh e, atualmente, Guiné Bissau) e Luís de Matos, engenheiro, fundador e CEO da Follow Inspiration, StartUp tecnológica na área da robótica, inteligência artificial e visão por computador. Também marcou presença no evento o vice presidente da Câmara da Maia, Paulo Ramalho.

Os dois oradores, «embora com experiências de vida muito diferentes, trouxeram uma visão muito humana e solidária da sociedade em que vivemos, arrancando muitas perguntas das mais de 80 pessoas que, numa quarta-feira à noite, se dirigiram ao Fórum Jovem da Maia», refere a nota da JSD.

O princípio basilar destas conversas (Talks) é incentivar a comunidade a comunicar e refletir em conjunto. Até porque, considera a JSD, «hoje, mais do que nunca, o desenvolvimento da comunidade é responsabilidade de vários atores, sejam eles políticos, voluntários, empresários. Não podem existir barreiras na construção do futuro, temos de ouvir todos e dialogar entre todos. É isso que propomos», afirma Bruno Bessa, presidente da JSD Maia.

Em relação aos temas abordados, Bruno Bessa, foi peremtório: “Decidimos sair da nossa zona de conforto e cruzar dois temas que, aparentemente, nada tinham que ver um com o outro. A verdade é que tinham, pois cada um deles à sua maneira procura melhorar a vida dos outros, colocando sempre muito de si em tudo o que fazem.”

E acrescenta na sua conclusão: “A Mónica e o Luís são jovens, são trabalhadores, são inconformados e são inspiradores! É também isso que procuramos na JSD Maia. Melhorar a vida dos outros, a vida da nossa comunidade. Pensar em conjunto, discutir em conjunto, agir em conjunto. Promover o reencontro entre os partidos e a sociedade civil.”