JSD Maia reúne com António Fernando da coligação “Sempre pela Maia”

0
227
- Publicidade -

A JSD Maia realizou mais uma reunião de trabalho, desta vez, com António Fernando Oliveira Silva, o líder parlamentar da coligação “Sempre pela Maia” na Assembleia Municipal, com o objetivo de fazer um balanço do trabalho desenvolvido pelo grupo parlamentar nos últimos anos.

António Fernando Oliveira Silva referiu que “a maioria parlamentar, na Assembleia Municipal da Maia, tem sido um esteio fundamental da estabilidade política do município da Maia, por ela passando os documentos fundamentais para a execução da política municipal, como as contas e o orçamento”.

O líder parlamentar transmitiu aos jovens que “a Assembleia Municipal, através da maioria, acompanhou e sustentou a mudança de paradigma de gestão autárquica na Maia, que passou pela aposta na política de melhoria e reforço dos serviços prestados aos maiatos, a vários níveis, e pela redução da dívida do município”.

Para o futuro, o líder da bancada “Sempre pela Maia” defende que o município tem que continuar a ter uma “forte capacidade de inovação em termos políticos, mantendo-se na dianteira dos municípios portugueses, devendo ser capaz de melhorar continuamente a qualidade e eficiência dos serviços prestados aos maiatos, para reforçar a qualidade de vida dos seus habitantes”.

Relativamente à JSD Maia, António Fernando lançou o desafio para a apresentação de “propostas inovadoras, concretas, mas, ao mesmo tempo, realistas”, pois é a melhor forma de mostrar o que a juventude da Maia quer para o seu futuro e para o futuro da sua terra.

Hélder Quintas Oliveira, presidente da JSD Maia, aproveitou a reunião para destacar as qualidades de liderança de António Fernando, evidenciadas na gestão do debate parlamentar, em sede de Assembleia Municipal.

“O conhecimento profundo da realidade concelhia fazem, várias vezes, das intervenções do líder parlamentar na Assembleia Municipal, autênticos momentos de formação sobre a política maiata, mas também sobre a intervenção e o debate político numa assembleia”, concluiu Hélder Quintas Oliveira.


Angélica Santos

- Publicidade -