JSD reuniu com vereador da Economia e Turismo

0
213
Foto DR
- Publicidade -

Em reunião com os jovens social-democratas, o vereador da Câmara da Maia, Paulo Ramalho, afirmou que a pandemia exigiu políticas de urgência, destacando uma “enorme resiliência dos maiatos”. Paulo Ramalho é de opinião que o “Turismo na Maia tem muito por onde crescer”.

A concelhia da Maia da Juventude Social Democrata reuniu, no passado dia 22 de abril, com o vereador da Câmara Municipal da Maia responsável pelos pelouros da Economia, Turismo, Relações Internacionais e Assuntos Jurídicos.

Paulo Ramalho referiu-se ao período pré e pós-pandemia, destacando “a enorme resiliência e respeito pelo próximo demonstrados pelos maiatos”. Com a pandemia, explicou o vereador, a autarquia reduziu “o preço da água, saneamento e resíduos sólidos” e isentou “as empresas das taxas municipais de publicidade, esplanadas, bem como das feiras e mercados”.

No início do ano entrou em vigor o PAEDEL, “um Programa de apoio à Economia Local” e, mais recentemente, foi lançado o Maia + Local, “uma campanha de incentivo ao consumo no comércio e serviços locais, onde os participantes poderão ganhar diversos prémios, como um carro totalmente elétrico”.
Quanto ao setor do Turismo, o vereador explicou aos jovens social-democratas que no início do mandato começou a ser preparado um novo “Plano Estratégico para o Turismo” e reconhece que a sua equipa tem operado “uma verdadeira revolução na promoção do território maiato”.

Paulo Ramalho afirma que este tem sido dos projetos que “mais gosto me tem dado desenvolver” e é peremptório a afirmar que “o turismo na Maia tem futuro e muito por onde crescer e, por isso, estamos a preparar um turismo focado nas pessoas e nas experiências diferenciadoras e diversificadas que o nosso território tem para oferecer. Aqui conseguimos ter o mundo rural às portas da cidade, o que é fantástico.”

Destaque ainda para o projeto Malga, que pretende “mostrar os saberes e sabores da Maia, valorizando as nossas gentes e os produtos endógenos” e para a potencialidade de alguns locais do município como a Quinta dos Cónegos e o Hipódromo da Maia.

Relativamente às Relações Internacionais, realçou ainda o trabalho desenvolvido no âmbito da diplomacia municipal, cooperação internacional, promoção da Agenda 2030 e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e ainda no âmbito do Eixo Atlântico, que recentemente fixou a sua sede portuguesa na Maia.

O Presidente da JSD Maia, Bruno Bessa, destacou o “importante papel da Câmara Municipal no apoio à economia local, num momento de grande aflição para os empresários” e afirmou que a JSD estaria a preparar “um forte programa político para a juventude maiata, já a pensar no futuro”.
Quando questionado sobre o balanço do mandato atual, Paulo Ramalho entende que “este foi um mandato de muito trabalho, com muitos projetos e obras executadas e outras já em fase de execução, como é o caso da requalificação da Praça do Exército Libertador, em Moreira, da Feira da Maia e do Mercado do Castelo”.

- Publicidade -