Maia já tem resultados oficiais

0
237
- Publicidade -

 

Só esta tarde é que a Maia terminou o apuramento oficial dos resultados das eleições Autárquicas de ontem, 1 de outubro.

Houve recontagem dos votos na freguesia de Castelo da Maia, mas não há alterações de monta nos resultados já divulgados até ao momento.

Na Câmara, são oficiais os 6 mandatos conquistados pela coligação Maia Em Primeiro (PSD/CDS), liderada por António Silva Tiago, bem como os 5 vereadores conquistados pelo PS/JPP – Um novo começo.

Já de manhã Silva Tiago tinha anunciado na sua página do Facebook a maioria absoluta na Câmara Municipal e na Assembleia Municipal: «Agradecemos à Maia e aos Maiatos a confiança que depositaram em nós. Atenderam ao nosso pedido de exercer o seu direito de voto, o que nos permitiu vencer na Câmara Municipal e na Assembleia Municipal e governar o município em maioria absoluta.

Nestas eleições fizemos história, assegurando uma transição sólida e serena de António Bragança Fernandes para António Silva Tiago, percurso que começou com José Vieira de Carvalho.

Assumiremos com grande responsabilidade a vossa confiança. Juntos seremos Maia em Primeiro. Obrigado Maia!»

O que acontece é que na Assembleia Municipal da Maia, agora liderada por Bragança Fernandes, a votação não dá maioria absoluta à coligação PSD/CDS, o que apenas é conseguido com as presenças dos presidentes de Junta, que têm lugar por inerência neste órgão.

Assim, a composição de eleitos é a seguinte:

Maia em Primeiro: 15
Um novo começo: 13
BE: 2
CDU: 2
PAN: 1

Presidentes de Junta eleitos pelo PSD/CDS: 7

Presidentes de Junta eleitos pelo PS/JPP: 2

Presidente independente: 1

Nas freguesias, já é oficial a maioria absoluta conseguida no Castelo da Maia pelo candidato de Maia em Primeiro, Manuel Azenha: 7 mandatos; PS 5 mandatos; MPT 1 mandato.

A coligação Um Novo Começo (PS/JPP) conquistou duas das 10 Juntas de Freguesia do concelho da Maia, Milheirós e Águas Santas.

Em Milheirós, Maria José Neves conseguiu eleger 5 mandatos da Assembleia de Freguesia de Freguesia, tendo os restantes 4 mandatos ficado para a coligação Maia Em Primeiro (PSD/CDS).

Em Águas Santas, são 9 mandatos conquistados pelo PS/JPP, contra 8 pelo PSD/CDS. Quer o BE quer a CDU ficam com um mandato cada um. Miguel dos Santos é o rosto da lista mais votada para esta Junta.

Vila Nova da Telha continua com um presidente independente, eleito pelo IVNT (Joaquim Azevedo), que elege 6 mandatos; Um novo começo elege 3 mandatos; Maia em primeiro elege 2 mandatos; MIV elege 1 mandato e CDU fica com 1 mandato.

As restantes freguesias já se encontravam apuradas desde a noite de domingo e oficializadas no site do Ministério da Administração Interna em mai.gov.pt, sendo que a vitória continua a ser de Maia em Primeiro em:

  • S. Pedro Fins – Maia em Primeiro vence freguesia com maioria absoluta: 6 mandatos. Coligação Um novo começo elege 3 mandatos;
  • Folgosa – Maia em Primeiro elege 5 mandatos; Um novo começo elege 4
  • Nogueira e Silva Escura – Maia em Primeiro consegue 7 mandatos; Um Novo Começo seis mandatos
  • Moreira – Maia em Primeiro conquista 7 mandatos; um novo começo fica com 5 mandatos e o BE elege 1.
  • Pedrouços – Maia em Primeiro vence com maioria absoluta e 7 mandatos; Um novo começo elege 4 mandatos; BE elege 1; CDU elege 1.
  • Cidade da Maia – Maia em Primeiro foi a força política mais votada com a eleição de 9 mandatos. Ainda assim não tem maioria absoluta, já que Um novo começo elege 8 mandatos; o BE elege 1 e a CDU elege 1.
- Publicidade -