Maia vai investir mais de 20 milhões para requalificar bairros de habitação social

0
472
- Publicidade -

A Câmara da Maia vai investir 21 milhões de euros no Bairro do Sobreiro, bem no coração da cidade. Em causa está o bairro do Sobreiro, Maia I e Maia II e a requalificação urbanística de um quarteirão que fica no ‘coração’ da cidade da Maia.

A Espaço Municipal (Empresa Municipal) e a Câmara Municipal da Maia apresentaram as ações que decorrerão até 2020. A sessão foi conduzida pelo presidente da Câmara, António Silva Tiago, também presidente do Conselho de Administração da Espaço Municipal.

O autarca salientou a importância da requalificação, que vai mais além do que as obras no espaço, sendo que “o principal objetivo de todas as ações de requalificação que vão ser realizadas neste empreendimento urbanístico visam na sua essência o bem-estar e a melhoria da qualidade de vida urbana das pessoas que aqui vivem”.

Acima de tudo, o foco está nos munícipes, pois “os primeiros destinatários deste projeto são as pessoas”, frisou.
As ações que se realizarão vão, em simultâneo, “corrigir um erro urbanístico histórico”, que ao longo dos anos revelou a sua “inadequação à realidade humana e social da Maia”. Assim, nada será como antes, e a “requalificação vai abrir horizontes e dar a esta paisagem urbana uma nova amplitude, novas vistas e, sobretudo, vai permitir que se respire um outro espaço urbano”.

António Silva Tiago tem a expetativa de que a cidade vai renascer, conferindo aos edifícios outra imagem. Segundo ele, “uma imagem mais agradável à vista e ao espírito, fazendo com que as pessoas gostem mais do lugar onde vivem”.

A intervenção será profunda e irá incidir em: melhores isolamentos acústicos, térmicos e impermeabilizantes, reconstrução das coberturas e telhados; colocação de caixilharias duplas; requalificação de áreas verdes e ajardinadas.

Este investimento é comparticipado no âmbito do Portugal 2020 e através de planos como o Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano ou ligados à aposta na eficiência energética.

No que concerne a requalificação do espaço público, em causa está o arranjo de ruas, passeios e a construção de um novo arruamento que vai ligar a rua Central do Sobreiro à rua Altino Coelho, após a demolição de um bloco habitacional – o bloco 63.

O presidente sublinha que tudo isto irá dotar a população de maior bem-estar e melhor qualidade de vida. Trabalhos que serão “devidamente suportados e acompanhados pelos nossos técnicos de ação e desenvolvimento social, para que todos integrem e adiram a esta requalificação de melhoria urbanística”.

António Silva Tiago admitiu ao Primeira Mão que esta requalificação estava há muito no seu espírito, e agora, “felizmente”, sente “a alegria de vos poder anunciar já como ações que se vão concretizar em breve. Penso às vezes, que foi preciso que as maiatas e os maiatos me elegessem como seu presidente de Câmara para poder partilhar esta satisfação pessoal e institucional com a comunidade que sirvo. E as pessoas que vivem aqui neste espaço urbano que vai agora ser requalificado, são parte muito importante da nossa comunidade, em quem penso todos os dias…”

- Publicidade -