Maiata nas comemorações da Implantação da República

0
195


A maiata Ana Lídia Rouxinol Sampaio Dias vai fazer uma intervenção nas cerimónias de 5 de Outubro, dia em que se assinala mais um ano da Implantação da República. A jovem, estudante da Escola Secundária da Maia foi a vencedora do concurso “A República: o meu discurso em 2010, organizado pela Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República.

A cerimónia, começa às 11h30, nos Paços do Concelho de Lisboa e na Praça do Município, com honras militares ao primeiro ministro, Pedro Passos Coelho, à presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, e ao presidente da República, Cavaco Silva.

Logo depois do hastear da bandeira nacional, pelo presidente da República,que deverá acontecer às 11h40, seguem-se as intervenções. Começa o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa, segue-se Ana Lídia Rouxinol Dias e encerra Cavaco Silva.
As cerimónias deverão terminar por volta das 12h20.

Quem é Ana Lídia
Nasceu no Porto, a 11 de Abril de 1993, frequentou o 1º ciclo do ensino básico no Externato do Patronato da Imaculada Conceição, em Gueifães – Maia, fez o 2º ciclo na Escola EB 2, 3 da Maia, o 3º ciclo na Escola Secundária da Maia, onde concluiu o ensino secundário, com a média final de 19,2 valores. Concorreu ao ensino superior, com a classificação específica de 18,88 valores, foi colocada na sua primeira opção, pelo que frequenta o 1º ano, na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.

Em paralelo ao seu percurso do ensino formal regular, encontra-se a concluir no Conservatório de Música da Maia, o curso secundário de violino, frequentando o 8º e último grau, acumulando com as cadeiras de Técnicas de Análise e Composição e História da Música, tendo concluído, no ano lectivo 2010/2011, o 8º e último grau, de formação musical, acústica musical e classe de conjunto.

No seu currículo artístico-musical averba participações na Orquestra do Conservatório, em concertos no Centro Cultural de Belém, Casa da Música, Auditório do Palácio da Bela Adormecida, na Disney Land Paris, no Palácio de la Cultura, em Léon, Espanha. Em 2010, integrada no ensemble “Notas Soltas”, representou Portugal, no Concurso Internacional de Música Petr Eben, em Praga (República Checa), onde obteve a Medalha de Prata, numa competição com mais de 40 países.

Recentemente participou na produção de uma fantasia musical, quer na qualidade de compositora, em parceria com o pai, compondo vários temas musicais que se encontram já gravados por artistas como: Luís Represas, Fernando Tordo e Diana Basto, a diva dos primeiros discos de Pedro Abrunhosa. Na mesma produção interpretou o papel do protagonista da história (em formato de fantasia musical), contracenando com actores como Pedro Lamares e Jorge Mota, subdirector do Teatro Nacional de S. João, Porto.
Acabou de gravar em estúdio, o solo de uma canção, com acompanhamento orquestral e coro, “Canção de embalar o Menino Jesus” , que integrará um CD com canções originais e inéditas, a ser lançado no próximo natal.

Venceu, no ano passado, o concurso “A República – O meu discurso em 2010” promovido pela Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário. Uma vitória que a leva hoje a proferir uma intervenção nas cerimónias comemorativas da Implantação da República.