Mário Gouveia não colocou o lugar à disposição

0
128

Mário Gouveia assumiu a responsabilidade política e pessoal das derrotas do PS nas eleições autárquicas mas vai manter-se no cargo de presidente da comissão política concelhia até às próximas eleições internas no PS da Maia.

Esta foi a principal conclusão da última reunião da comissão política “rosa”. Porque “a maioria dos elementos da comissão me pediu para não o fazer e para continuar até às próximas eleições que se realizam em Março”, justificou o agora vereador. Apenas uma minoria, “duas ou três vozes” pediram a sua demissão. Em relação a essa minoria, o presidente do PS da Maia afirma que “são os descontentes pelo caso de Gueifães onde felizmente tivemos uma maioria absoluta, uma grande vitória do PS e de Alberto Monteiro, e esses são os que estão neste momento descontentes, pela posição firme e responsável que tomei em relação a essa matéria”, acrescentou.

Por isso, perante um cenário de apoio de praticamente todos os comissários, Mário Gouveia entendeu continuar até ao acto eleitoral. “Entendi que serviria melhor o partido, mantendo-me até Março e mantendo assim o partido em funcionamento”.

De resto, a comissão política analisou os resultados obtidos nas eleições autárquicas de 11 de Outubro e apontou dois factores que terão estado na base da derrota socialista. Por um lado, aquilo que classificam como estilo de campanha “à moda da América Latina”, utilizada pelo PSD, “em que a promiscuidade esteve sempre patente, nunca se soube o que eram inaugurações da Câmara Municipal e acções de campanha do PSD”, afirmou.

Por outro lado, pesaram também as questões internas do partido relacionadas com o candidato à Junta de Freguesia de Gueifães. “Criou um desgaste grande ao PS, demonstrando uma irresponsabilidade da pseudo-lista que se apresentou também a tribunal”. A PRIMEIRA MÃO, alguns comissários apontaram ainda o processo “atribulado” de formação das listas como tendo ajudado a esse atraso no início da campanha eleitoral.

PRIMEIRA MÃO sabe que pelos menos três elementos não participaram nesta comissão política. Marcaram presença, mas acabaram por abandonar os trabalhos. Pinheiro Martins suspendeu o mandato; Hélder Ribeiro e António Espojeira retiraram-se da sala.

Mário Gouveia anunciou também que irá, na próxima comissão política a ser agendada, mudar alguns dos elementos do seu secretariado. Vai mudar aqueles que duas semanas depois das eleições assinaram um comunicado lamentando que não tenha sido convocada nenhuma reunião para analisar os resultados antes da tomada de posse do executivo da Câmara Municipal da Maia. O presidente do PS da Maia diz que ainda não sabe quem vai ocupar esses mesmos lugares. “Irei substituir as pessoas que não estiveram com os candidatos à câmara e à assembleia municipal, nem ajudaram a que o resultado fosse melhor”, concluiu Mário Gouveia.

Isabel Fernandes Moreira