Núcleo da JS quer debater o futuro do Rio Leça

0
172

O núcleo do Vale do Leça da Juventude Socialista vai promover, esta sexta-feira, pelas 21h00, uma sessão de esclarecimento, aberta ao público, para abordar os problemas ambientais do Rio Leça. É o segundo passo de uma iniciativa a que convencionaram designar por “O futuro do Rio Leça”.

Recentemente o núcleo iniciou a sua actividade com uma visita informal a quatro pontos do Leça no concelho. Foi a primeira abordagem do projecto em causa, que pretende “relançar, na consciência pública, a problemática da poluição deste rio”. Os locais visitados no périplo foram a Ponte de Parada, Ponte da Pedra, a ponte junto à Casa dos Arcos em Milheirós e uma ponte localizada na freguesia de Ardegães. Locais onde o Leça se encontra enquadrado num ambiente rural e habitacional.

“No decorrer desta visita foi possível observar que a poluição do rio está há muito caída no esquecimento. O lixo acumulado nas margens é, também ele, reflexo da própria indiferença das populações, em muito resultante da inércia das entidades competentes durante as últimas décadas”, refere este núcleo da JS.

“Em pleno século XXI, em que a preservação dos recursos naturais surge como elemento essencial de um desenvolvimento sustentável, a JS Vale do Leça constatou que esgotos a céu aberto continuam a ser descarregados no rio e que a proveniência destas descargas pode derivar de diversas fontes”, complementam.

Consideram que a poluição do rio é “gritante” em todos os locais do concelho, “o que nos remete para problemas de insalubridade, esgotamento de um recurso natural essencial, degradação da fauna e flora envolventes e diminuição de amenidades”.

Para a sessão agendada para esta sexta, a JS prevê a presença de convidados especializados no tema e pretende esclarecer as causas e consequências desta problemática.