“Não vamos trabalhar em função do populismo e de umas próximas eleições”

0
176

Acompanhava Manuel Correia no executivo da Junta de Freguesia de Águas Santas pela primeira vez. Mas, quis um infortúnio do destino, que acabasse por assumir as funções de presidente de Junta. António Teixeira tomou posse na sexta-feira e quer ver concretizado o grande sonho do falecido autarca: inaugurar o Centro Cívico da maior freguesia do concelho da Maia até final do mandato.

PRIMEIRA MÃO – Tomou posse na sexta-feira como presidente da Junta de Freguesia de Águas Santas. Não foi nas condições ideais e sei que a doença do falecido presidente apanhou todo o executivo de surpresa, ao longo dos últimos meses já teve a oportunidade de se ir inteirando dos assuntos, de qualquer forma, a situação foi inesperada?

António Teixeira – Obviamente. Se me dissessem, há um ano atrás, que eu hoje era presidente da Junta para mim era uma coisa utópica porque, de facto, não me ocorria esta situação. O projecto que nós tínhamos e temos é para quatro anos e ninguém esperava que isto ocorresse. Todavia, as coisas complicaram-se e após a morte, obviamente, assumi. Era a pessoa que estava a seguir, assumi e estou aqui para dar seguimento àquilo que o sr. Correia tinha feito até esta altura.

Há prioridades que já estão estabelecidas nesse trabalho de continuidade que pretender desenvolver?

Sem dúvida. A prioridade fundamental passa por terminar o edifício da junta de freguesia, o centro cívico que é um objectivo. Já quanto o sr. Correia se candidatou, ele me tinha dito que este seria o último mandato porque queria, de facto, acabar o edifício da junta e isso é que foi uma pena. Foi uma pena. Embora a parte final do edifício ainda esteja em fase de adjudicação, só que não conseguiu acabar ainda em vida. E isso é que é de lamentar. Mas vamos fazer um esforço para que isso se concretize ainda este ano.

Já teve alguns contactos nesse sentido com a Câmara Municipal no sentido de concretizar o último desejo de Manuel Correia?

Sim, sim. Já falei com o presidente da Câmara e é também um objectivo dele e nosso, até ás próximas eleições inaugurar o edifício. Portanto, eu espero que isso se vá acontecer até porque está em andamento. O empreiteiro já depositou a caução para iniciar a obra, portanto, dentro em breve vai começar a segunda fase e eu penso que até às eleições faria muito gosto de em Águas Santas inaugurar a nova junta, conjuntamente com o senhor presidente da Câmara. Seria uma forma de honrar o sr. Manuel Correia.

Estamos a menos de um ano das eleições e penso que quer o PS local quer a concelhia que já começaram a pensar na sucessão em Águas Santas. Considera que será o candidato natural ao lugar?

Nós, a nível local ainda não abordamos os candidatos que se irão perfilar para as freguesia e eu penso que em relação a isso é um bocado prematuro estar a falar porque, neste momento, não está nos meus objectivos, nos meus horizontes ser candidato a coisa nenhuma. Agora, eu estou sobretudo preparado, penso eu, para dar o meu melhor em prol da freguesia. É esse o meu princípio e sempre foi. Agora em relação ao futuro…

Isabel Fernandes Moreira

Entrevista a ler na íntegra na edição desta semana de Primeira Mão

Ouça as declarações de António Teixeira

[audio:Teixeiraprioridade.mp3] [audio:Teixeirafuturo.mp3]