Os maiatos vão ter acesso a um dos Complexos Municipais de Piscinas. A decisão foi tomada por António Silva Tiago depois de esgotadas as tentativas para encontrar outras soluções.
 
As obras no Complexo Municipal de Piscinas de Águas Santas apenas começarão após a conclusão dos trabalhos no complexo de Gueifães. A decisão foi tomada esta quarta-feira, dia 2, por António Silva Tiago.
 
Para o presidente da Câmara Municipal da Maia, “era fundamental que os maiatos continuassem a ter acesso a piscinas e que o Clube de Natação da Maia pudesse continuar a sua atividade. Assim, informei hoje os serviços da minha decisão de apenas começar as obras no Complexo Municipal de Águas Santas após o término das obras no Complexo Municipal de Gueifães”.
 
Com três candidaturas aprovadas para obras de requalificação energética nos três complexos de piscinas interiores do concelho, o calendário previa o encerramento simultâneo de todas. A acontecer, tal implicava a paragem da atividade do Clube de Natação da Maia, bem como a falta de alternativa no concelho para todos quantos fazem natação livre.

O autarca maiato assegura assim que haja sempre uma piscina em funcionamento para usufruto dos maiatos.
 
O Complexo Municipal de Piscinas de Folgosa encontra-se encerrado e iniciou-se a intervenção prevista. Por indicação do autarca, a intervenção será programada de forma a tentar reabrir as piscinas ao público no mais curto espaço de tempo possível, isto é, alocando ao final da obra intervenções que não impliquem a manutenção do encerramento da piscina.
 
O mesmo acontece com o Complexo Municipal de Piscinas de Gueifães, onde já começaram as obras, prevendo-se a sua reabertura ao público o mais tardar em dezembro deste ano.