“Os Verdes” acusam Governo de “desinvestir” no distrito do Porto

0
145

“O distrito de Porto regista uma redução de mais de 850 milhões de euros de investimento do Governo na proposta de Programa de Investimento e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central (PIDDAC)”. A afirmação é do Partido Ecologista “Os Verdes”, que comparou os valores com os apresentados no início do mandado do Governo de José Sócrates.

Na semana passada, em conferência de imprensa, o partido afirmou ser visível “uma brutal diminuição do investimento público de 70,8 por cento face a 2005”. Uma redução percentual de verbas, acrescentam, “que só é ultrapassada” a nível nacional pelo distrito de Santarém, que apresenta uma redução de 73,2 por cento face a 2005.

Os Verdes dizem ainda que se verifica que o investimento previsto para o distrito do Porto representa hoje “somente” 8,7 por cento do PIDDAC nacional, quando em 2005 representava “quase” 18 por cento, “o que reflecte bem aquilo que foi a política de desinvestimento a que região tem estado votada”.

O Partido Ecologista adianta também que “incompreensivelmente”, se verifica o “desaparecimento” de projectos plurianuais constantes no PIDDAC para 2008. “É o caso do Arquivo Distrital do Porto, Centro Português de Fotografia, escola EB 2,3/S de Águas Santas, escola EB 2,3/S Pedrouços, escola EB 2,3 Ermesinde nº2, entre outros”.

Isabel Fernandes Moreira

(Notícia desenvolvida na edição do Jornal Primeira Mão)