Paulo Viana lidera “Todos por Milheirós” (MPT)

0
433
- Publicidade -

Paulo Viana tem 44 anos, é profissional de Higiene e Segurança no Trabalho, e depois de alguns anos de militância no CDS-PP acabou por se desiludir com a atividade dos partidos tradicionais, principalmente depois de há alguns anos ter sofrido um acidente de viação grave e ficado deficiente motor.

Paulo Viana justifica que os partidos políticos “nada têm feito” para apoiar as pessoas como ele com deficiências motoras ou dificuldades de locomoção.

“Eu percebo melhor estas pessoas, pois sofro diariamente as dificuldades e sei que é muito difícil para os deficientes motores conseguirem emprego, não nos dão emprego”.

Assim, Paulo Viana resolveu aderir, como independente, ao movimento Partido da Terra (MPT), aquando da recolha de assinaturas para as eleições do próximo dia 1 de outubro.

Entende que está na altura certa de se dedicar à política, começando por defender os interesses da sua freguesia, Milheirós, procurando “ajudar o próximo”.

Mas o objetivo de Paulo Viana é “chegar à Assembleia da República”. É que sempre foi político de “bastidores” e, sublinha, “tenho mesmo que chegar a um lugar importante para denunciar todas as situações injustas a que submetem os deficientes motores em Portugal um pouco por todo o lado”.

Sendo eleito e tendo direito a um mandato na Assembleia de Freguesia de Milheirós, Paulo Viana vai começar por melhorar as acessibilidades e olhar pelos mais idosos e que estão a viver em condições pouco dignas, “conheço um caso de um casal de idosos, em cuja casa chove”.

Pretende sinalizar todos estes casos para tentar ajudar as pessoas a viverem com dignidade, afirmou.

Advogado e Psicólogo na Junta

A resolução de problemas da vida e saúde das pessoas será uma das principais prioridades do candidato do MPT, que adianta que pretende criar os lugares na Junta para um advogado e um psicólogo, no sentido de auxiliar as pessoas a resolverem de forma célere e eficaz os problemas com que se deparam. Serão facultadas consultas “gratuitas ou a baixo custo”.

De resto, a questão da Saúde é um “problema” na freguesia, diz Paulo Viana, pois o “Centro de Saúde está a rebentar pelas costuras” e as equipas de médicos e enfermeiros “nunca são definitivas, são sempre provisórias”. Neste âmbito, pretende melhorar as “instalações do Centro de Saúde” e ainda conceder “transporte para consultas médicas”.

Paulo Viana também se mostra preocupado com a pouca importância dada em termos patrimoniais e ecológicos ao rio Leça e seus espaços envolventes. No âmbito do turismo, o candidato ambiciona um maior dinamismo de toda a área, incluindo a “recuperação dos moinhos de água”.
Paulo Viana quer ainda o reforço da rede de multibanco em Milheirós, a melhoria das vias rodoviárias e da rede de transportes, bem como a dinamização cultural através de formações e eventos gratuitos ou de baixo custo.

Se for eleito também irá criar eventos culturais, sociais e desportivos em parceria com as instituições locais. São ainda objetivos do candidato os apoios à contratação de residentes para empresas de Milheirós e captação de investimento para a freguesia.

Nesta candidatura “Tudo por Milheirós”, surgem ao lado de Paulo Viana os jovens: Nuno Dantas (nº 2 da lista); Joana Salgado (terceira) e Luís Parada (4º), todos independentes. São pessoas com ideias interessantes e competências diversas, que constituem uma “candidatura válida e com capacidade de trabalho”, assegura o cabeça de lista.

- Publicidade -