PCP na Estação de S. Gemil defendeu reabertura da linha de Leixões a passageiros

0
152

O deputado do PCP na Assembleia da República, Jorge Machado, e o deputado da CDU na Assembleia Municipal da Maia, Alfredo Maia, juntamente com outros militantes participaram na segunda-feira numa ação de divulgação do Projeto de Resolução do PCP para a reabertura do serviço ferroviário de passageiros entre Leixões e Ermesinde e a sua ligação a Campanhã.

Os contactos com a população nas imediações desta linha, designadamente junto àquilo que foi a estação de S. Gemil, confirmaram o interesse da reabertura da linha a passageiros, complementada pelas infraestruturas previstas na proposta do PCP, que é discutida esta sexta-feira, dia 19, no Parlamento.

Os comunistas entendem que esta é “a oportunidade para garantir este importante instrumento de mobilidade na região do grande Porto que importa recuperar e dinamizar”.

O PCP argumenta que esta «linha serve dezenas de milhares de pessoas que vivem e trabalham no grande Porto: assegura a ligação do centro urbano de Matosinhos ao de Valongo, passando por importantes núcleos habitacionais da Maia, Valongo e Matosinhos, pelo Porto de Leixões e plataformas logísticas intermodais; tem ainda ligação a 10 linhas da STCP e ligação ao Metro na Estação do Senhor de Matosinhos, Esposade, Araújo e Estádio do Dragão; garante a ligação ao Hospital de São João e ao Polo Universitário da Asprela, servindo igualmente Rio Tinto; serve importantes unidades industriais e centros empresariais com dezenas de milhares de trabalhadores; cruza com todas as rodovias estruturantes do Norte do País: A28, A4, A3, VRI, N13, N14».

O PCP defende a reabertura da linha, com a construção de algumas infraestruturas, designadamente na Maia, que garantam um serviço de qualidade, designadamente: «intervenções para melhoria da plataforma e abrigo para passageiros em S. Gemil; a criação da Estação do Polo Universitário da Asprela, no Porto, junto ao Hospital de S. João».

Caso esta proposta venha a ser aprovada virá dinamizar grandemente a mobilidade no concelho da Maia, melhorando os acessos a algumas freguesias, em especial a Pedrouços.