PCP preocupado com Plataforma Logística Maia / Trofa

0
125

Os deputados do Partido Comunista Português (PCP) na Assembleia da República exigem, com urgência, “informação alargada e completa” do Governo sobre a situação da Plataforma Logística da Maia / Trofa.

O pedido, enviado em forma de pergunta dirigida ao Ministério das Obras Públicas. Transportes e Comunicações, foi feito ontem, na sequência de notícias sobre a alegada “paralisação do investimento e, simultaneamente, a possibilidade dele se poder vir a instala em data indefinida numa outra localização”.

 

Em primeiro lugar, os comunistas perguntam se se confirma a intenção de a SOMAGUE – entidade promotora do projecto – não querer avançar com a construção da plataforma. E, a acontecer, se  “vai o Governo solicitar uma indemnização por incumprimento do contrato?”. Caso este cenário se confirme, o PCP pergunta também ao ministério qual será a resposta do Governo: “Lançar um novo processo de contratualização para a construção da Plataforma Logística da Maia/Trofa?”.

E porque se coloca também a hipótese de alterar a localização da referida plataforma, os deputados querem apurar a veracidade dessa informação, considerando que a alteração “constitui uma ofensa política para as populações destes dois concelhos”.

O pedido do PCP, enviado à Assembleia da República, surge depois da SOMAGUE  ter anunciado, na terça-feira, a decisão de abandonar o projecto da Plataforma Logística da Maia / Trofa, por ter “falta de rentabilidade” na actual conjuntura económica mundial. Na altura, fonte do Gabinete para o Desenvolvimento do Sistema Logístico Nacional (GabLogis), citada pela agência Lusa, não excluiu a hipótese de “escolha de um novo local para a sua construção”.

A primeira reacção do Governo ouviu-se ontem, pela voz da secretária de Estado dos Transportes. Ana Paula Vitorino esclareceu que a SOMAGUE não anunciou o abandono do projecto, mas apenas “alterou o seu posicionamento”. Entretanto, “enquanto aguardamos que os privados se reorganizem para retomar o projecto Maia / Trofa, estamos a fazer todos os esforços para acelerar a plataforma de Leixões”, afirmou a governante.

Marta Costa

(Notícia desenvolvida na edição desta semana de Primeira Mão)