Pedrouços “vai crescer muito mais”

2
961

Foram muitas as pessoas homenageadas no passado sábado, em Pedrouços. Entre actuais e antigos membros dos órgãos autárquicos da freguesia, beneméritos e, sobretudo, aqueles que contribuíram para a elevação a freguesia, a 9 de Julho de 1985. Foram distinguidos a propósito do 25º aniversário da criação da freguesia.

Depois de ter sido cidade, no século XI, Pedrouços foi integrada na freguesia de Águas Santas em 1440. Mas porque “as verbas não chegavam para tudo”, lamenta o presidente da junta, “a localidade estava um bocadinho esquecida”, admite Joaquim Araújo.

[audio:ESQUECIDA.mp3]

Foi essa mesma consciência que levou um grupo de pessoas a propor a elevação a freguesia. Na sessão solene de sábado muito se falou dos elementos da comissão instaladora – ainda que poucos ainda vivos – mas um dos homenageados, Alcino Campos, presidente da direcção da Associação “Os Leais e Videirinhos de Pedrouços”, fez questão de se levantar no auditório da Junta de Freguesia de Pedrouços para sublinhar que o primeiro passo foi dado pela comissão de moradores, de que era presidente na altura. A 14 de Junho de 1980 essa mesma comissão entregou na Assembleia da República o projecto de criação da freguesia.

Recordando também alguns aspectos históricos, o presidente da Assembleia de Freguesia de Pedrouços, Rui Navarro, sublinhou que depois da agricultura ter sido a actividade dominante, “a diversidade de associações reflecte o desenvolvimento da freguesia”. Já o presidente da Câmara Municipal da Maia, Bragança Fernandes, destacou o património cultural valioso que fez a freguesia “afirmar-se no panorama da Maia e da Área Metropolitana do Porto como uma das mais desenvolvidas”. Quem acompanhou de perto esta evolução foi Abílio de Sousa, ex-presidente da junta e que nos últimos 25 anos esteve sempre presente em todos os órgãos. Mas, neste sessão solene, marcou presença como deputado da Assembleia Municipal da Maia, em representação do presidente, Luciano da Silva Gomes.

A independência fez Pedrouços crescer, mas o presidente da junta está optimista e afirma que “vai crescer muito mais”, porque “há muito ainda a fazer” nesta que é a mais jovem freguesia do concelho. Do que falta, Joaquim Araújo deu como exemplo um complexo de piscinas e um pavilhão multiusos que possa servir as colectividades sedeadas na freguesia.

[audio:PEDROUCOS_PISCINAS.mp3]

Por parte da junta de freguesia, as apostas voltam-se para “a dinamização de todos os movimentos activos e vivos da freguesia”, seja da área desportiva ou cultural, e para a melhoria das acessibilidades, dado que Pedrouços faz fronteira com os concelhos vizinhos de Matosinhos, Porto e Gondomar. Além da melhoria de alguns arruamentos, Joaquim Araújo reconhece a necessidade de novos acessos.

As comemorações já tinham arrancado na sexta-feira, com rábulas / dança e playback’s a cargo da Associação Desportiva e Cultural de Teibas. A animação continuou no sábado à tarde, depois da sessão solene, com jogos tradicionais, pinturas faciais e corporais, modelagem de balões, uma aula de bodyvive e até um jogo de futebol, envolvendo o Projecto Lidador, o Vivafit e o Pedrouços Atlético Clube.

Para encerrar as comemorações, no domingo, a missa em honra de Augusto Simões de de autarca já falecidos.

Marta Costa

2 COMENTÁRIOS

  1. Lamentavelmente discordo da afirmação do orador que se levantou da plateia para dizer que foi presidente da Comissão de Moradores. Na verdade entreguei-me a essa comissão desde a primeira hora e só larguei com 2 anos e mei o de presidente, cuja direcção foi por eleição substituida por outra, que entretanto entregou achave à junta de freguesia comunista, liderada por Francisco Araújo Dantas, que ao contrário de ajudar a resolver os possíveis problemas, acabou com a Comissão de Moradores de Pedrouços, e criou um Centro de Dia para a Terceira idade.
    Mas não há registo de que Alcino Campos tenha cido Presidente da Direcção, nem sequer director.
    Na minha opinião, trata-se do seu habitual oportunismo, pensando que todos os registos foram queimados. Mas enganou-se.

    José Faria

  2. Pedrouços, uma terra de contrastes, as vezes profundos.Dormitório talvez mas, também uma manta de retalhos urbanos catastróficos.A nomenclatura municipal autorizou disparates e atentados sortidos á paisagem ás formas, em suma a linha do horizonte já não é a mesma.Façam só este teste simples de comparar uma foto tirada do alto do adro da igreja com 20 anos e tirem uma actual!É quase inverosímil as diferenças são pateticamente sinistras.Enfim autarcas…
    Estive lá naquele dia em que foi inaugurado o monumento da criação da Junta de Freguesia ( representava uma conhecidissima colectividade )bem como estive em “n” actos boçalmente simbólicos mas que contribuiram de uma forma transversal até para a minha formação pessoal e civica.Pena que o local não ser o melhor por conta da ingenuidade de feirantes acéfalos que não o vêm como tal.
    Não me canso de dizer que Pedrouços é a minha parvalheira para o bem e para o mal na convicção que se existe uma coisa a que possamos chamar lar, sempre que dele saimos,o regresso a Pedrouços é sempre uma nostalgia agri-doce presente do retorno ao lar.Cheguei ou voltei tanto me faz.Estou.
    Quanto á putativa expansão que o Joaquim Araujo preconiza ainda estou para ver que raio de acessibilidades vão dar e aonde e ,no que diz respeito a equipamentos sociais, é bem mais importante patrocinar um quartel decente aos Bombeiros do que estar á espera da depauperada câmara pela construção de ( mais um )multiusos,de uma piscina olimpica ou uma precária banheira publica porque nenhuma instituição em Pedrouços tem a natação no seu curriculum.Por enquanto.
    Existe também a questão dos falecidos cujo cemitério está prestes a rebentar pelas costuras.Ao que pareçe o alargamento projectar-se-a a Norte,será suficiente?Ver para crer.
    Tudo isto dará muito trabalho aos eleitos da Junta e que façam por merçer os que neles confiaram.Eu não.
    P.S.-É sempre um prazer e um desafio falar na terra que me viu crescer.Não digam mal dela a ninguém.Para meu deleite,devaneio e orgulho não hã terra como esta.Em lado nenhum.

Comments are closed.