Presidente de Águas Santas crê que Sangemil irá ter mais progresso em breve

0
150

O presidente da Junta de Freguesia de Águas Santas, Miguel Santos, está confiante que o lugar de Sangemil, onde vai ser construída a nova Unidade de Cuidados Continuados da Cruz Vermelha, vai ter um maior desenvolvimento a partir do momento em que o equipamento de Saúde comece a funcionar.

Um dos aspetos a ser melhorado tem que ver com a rede viária. Miguel Santos diz que o desenvolvimento “será evidente para Águas Santas e, em especial, para Sangemil”.

O autarca diz que este é “um lugar com pouca densidade habitacional e problemas mais ou menos graves em termos de infraestruturas viárias”, por isso, “com a construção deste novo equipamento esperamos o desenvolvimento de toda a zona envolvente também, dada a importância de termos esta Unidade”.

Miguel Santos destaca que “a obra em si já existia, a Câmara Municipal aproveitou, e muito bem, essa construção inacabada para canalizar para ali um grande equipamento de Saúde e Social, que trará outro desenvolvimento a Sangemil”. Desta forma, um edifício devoluto é reaproveitado, o que Miguel Santos também reputa de importante.

Por outro lado, o progresso que se espera é também a nível humano e social. “Cremos que numa área de onde desapareceram muitas pessoas por terem sido deslocalizadas para outros fogos habitacionais da Câmara, este equipamento poderá atrair uma nova dinâmica e movimento e que, como consequência, atrairá um novo desenvolvimento simpático e sustentável em torno desta Unidade”.

Miguel Santos, autarca de Águas Santas, mostrou-se assim muito satisfeito por receber no seu território a nova UCC da Cruz Vermelha, que deverá acolher 44 utentes, lá para o final de 2020.